Teles pedem que FCC reconsidere internet gratuita


Um grande número de empresas de telecomunicações esteve na semana passada em reuniões com representantes da FCC (Federal Communications Commission, órgão regulador das telecomunincações nos EUA), solicitando que o órgão reconsidere o leilão de espectro no qual os vencedores terão que oferecer internet de graça. No mês passado, o presidente da FCC, Kevin Martin, propôs …

Um grande número de empresas de telecomunicações esteve na semana passada em reuniões com representantes da FCC (Federal Communications Commission, órgão regulador das telecomunincações nos EUA), solicitando que o órgão reconsidere o leilão de espectro no qual os vencedores terão que oferecer internet de graça. No mês passado, o presidente da FCC, Kevin Martin, propôs que as companhias que adquiram o espectro destinem pelo menos 25% deste para oferecer internet gratuita para 95% do país.

Entre as companhias que pedem a reconsideração estão a AT&T, Motorola, T-Mobile e Texas Instruments. Elas expressaram preocupações, avaliando que o modelo de internet gratuita pode comprometer companhias que querem que seus produtos sejam utilizados internacionalmente. Os dispositivos da T-Mobile, por exemplo, operam em frequências próximas àquelas que a FCC quer leiloar.

De acordo com a empresa, atividades naquela banda interferirão com seus próprios serviços de internet sem fio. A T-Mobile solicitou mais tempo à FCC, para que a indústria possa fazer mais testes. Martin disse na semana passada que pode adiar o leilão para o ano que vem. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Lucro líquido da Net cai no segundo trimestre de 2008
Próximos Motorista que usar celular pode pagar multa de R$ 315