Teles pedem a prefeituras que liberem a instalação de antenas durante a pandemia


As operadoras de telefonia e internet móvel estão solicitando a autoridades municipais que autorizem licenças para instalação de antenas, a fim de reforçar as redes durante a pandemia de Covid-19.

O pedido está sendo endereçado principalmente a grandes cidades que apresentam mais dificuldades de instalação de antenas, como São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Florianópolis e Manaus.

PUBLICIDADE

“Em diversas cidades brasileiras há atraso de mais de um ano nos processos de liberação das licenças para instalação de antenas de telecomunicações, em função da burocracia de processos e de leis municipais desatualizadas”, diz o a associação representativa das operadoras, a Telebrasil.

Ao todo, existem mais de 4 mil pedidos de instalação de antenas pendentes em todo o país. “O setor espera a compreensão e engajamento das autoridades municipais, nesse esforço coletivo de combate ao coronavírus, e solicita a liberação imediata das licenças para instalação de antenas. A conectividade, neste período de dificuldades de deslocamento e necessidade de confinamento, é elemento chave para viabilizar as relações pessoais, de saúde, de estudo e de trabalho”, ressalta a entidade.

A situação das redes brasileiras está sendo acompanhada de perto por operadoras e governo, em reuniões diárias. Há casos em que foi registrado o salto de até 50% no fluxo de dados IP.

A teles afirma que há carência de antenas especialmente nas periferias das cidades, justamente onde o tráfego se concentra em redes móveis. “O setor de telecomunicações reconhece o seu papel viabilizador da comunicação e assistência em casos de isolamento forçado, bem como de instrumento informacional essencial no combate à pandemia e de suporte às atividades de outros setores da economia e espera das autoridades o mesmo reconhecimento e providencias necessárias”, termina a associação.

Anterior Prazo para aplicar recursos da Lei de Informática está acabando
Próximos Stefanini libera uso de ferramenta de IA para tirar dúvidas sobre a Covid-19