Telemar é derrotada. Acionistas rejeitam a pulverização.


 A proposta de reorganização societária da Telemar, que previa a pulverização do capital da empresa, foi rejeitada pelos acionistas preferencialistas na assembléia geral de hoje, 15 de dezenbro. Ao lançar a proposta, há nove meses,  empresa previa uma fortalecimento de sua posição no mercado nacional, além da migração para a governança corporativa. Mas  acabou prevalecendo …

 A proposta de reorganização societária da Telemar, que previa a pulverização do capital da empresa, foi rejeitada pelos acionistas preferencialistas na assembléia geral de hoje, 15 de dezenbro. Ao lançar a proposta, há nove meses,  empresa previa uma fortalecimento de sua posição no mercado nacional, além da migração para a governança corporativa. Mas  acabou prevalecendo a visão dos que detêm a maioria das ações preferenciais, que não gostaram da troca de ações sugerida pela empresa: cada ação ordinária (ON) equivaleria a 2,62 ações PN.

Conforme o presidente da empresa, Luiz Eduardo Falco, a proposta de reestruturação societária iria permitir que a Telemar, ao se transformar em Oi Participações, se fortalecesse para poder enfrentar com mais capacidade de financiamento os outros dois grupos estrangeiros – Telefônica e Telmex – presentes no país. 

Conforme a engenharia sugerida , em troca de uma perda maior dos preferencialistas, a companhia oferecia o direito de voto e tag along de 100% para todos os acionistas; nova prática de remuneração e voto de acionista de qualquer porte limitado a 10% do capital, entre outros. Mas o acionista não quis trocar o futuro pelo presente e rejeitou a proposta.  

( da redação ) 

Anterior WiMAX: fica adiado o segundo round da briga na Telcomp.
Próximos Nas eleições, 2,4 milhões de internautas acessaram os portais políticos.