Telefônica|Vivo lança serviços de nuvem em pareceria com Cisco, VCE e EMC


A Vivo Cloud Plus é a nova oferta de serviços de infra estrutura de TI na nuvem da Telefônica|Vivo em parceria com a Cisco, VCE e EMC, lançada hoje (4) no Rio de Janeiro, durante o fórum Cisco Plus. Trata-se do primeiro produto da Telefônica a vir com a marca Vivo. “A grande diferença entre o nosso antigo sistema de hosting e o Vivo Cloud Plus, é que agora temos uma solução que permite rápida contratação e escala”, diz Maurício Azevedo, diretor executivo do segmento corporativo da Telefônica|Vivo. “O nosso modelo é 100% serviço, não há investimento nenhum por parte do cliente”.

Azevedo não crê, no entanto que os dois modelos sejam incompatíveis. “Clientes que tenham pouca variabilidade em sua demanda e que já tenham experiência com sistema de hosting comum, podem contratar pedaços de nuvem para eventuais variações”, explica. “Seria uma solução híbrida”. No momento não será disponibilizado nenhum software como serviço para os clientes.

No Brasil, a Telefônica|Vivo estima que os serviços na nuvem irão responder por quase 1/3 do crescimento de serviços de TI em 2012. Na América Latina, das 1.000 maiores companhias, 30% já utilizam as soluções de TI e conectividade da empresa.

Para oferecer o serviço na América Latina, a Telefônica|Vivo utiliza cinco data centers localizados no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Esta infraestrutura possibilita que a solução também atenda aos demais países da região em que a empresa atua. Azevedo adiantou ainda que há um contrato assinado para a construção de mais um data Center em São Paulo.

“O diferencial do nosso serviço é que a Telefônica tem rede, tem gestão, tem áreas de venda e pós venda com experiência – e que muitas vezes já tem uma relação com o cliente -, e oferece uma solução regional. Temos um centro de competência de segurança instalado em São Paulo, o que é raríssimo”, explica Azevedo. “Por isso nossa proposta é imbatível”.

 

Anterior Telebras e Planejamento vão trocar fibras e serviços
Próximos Decreto vai estabelecer diferentes índices de nacionalização para as redes de telecom com incentivo fiscal