Telefônica / Vivo vai investir em inovação para conectar 1 milhão de clientes por fibra


 

Com uma base de assinantes de 85 milhões no final de novembro e 50 mil usuários no seu serviço de FTTH, a Telefônica / Vivo quer chegar em 2015 com 1 milhão de usuários conectados em sua rede de fibra ótica. Para alcançar a meta vai direcionar parte de seus investimentos em 2012 para inovação, com foco nas áreas de vídeo, serviços e soluções em fibra ótica, e concluir o processo de integração das operações fixa e móvel. Em síntese foram essas as principais informações dadas hoje pelo presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, ao fazer um balanço do desempenho da companhia em 2011 e apresentar as perspectivas para 2012 durante o Seminário A Sociedade em Rede e a Comunicação, realizado em São Paulo.

 

“Em 2012 vamos lançar pacotes com acesso (à internet) de 150 Mbps e vamos intensificar a parceria com a TVA , que tem uma rede de cabo que permite a entrega de ultra banda larga”, afirmou Valente. O executivo não revelou o volume de investimentos para 2012, apenas reafirmou o valor de R$ 24 bi para o período 2011-2014, que já havia sido anunciado pela companhia em março deste ano.

Em relação a integração das operações fixo e móvel, Valente destacou os avanços nas áreas comercial e de TI. Ainda este ano a empresa conclui as obras do novo data center, que começa a funcionar em 2012, atendendo as duas operações. Instalado em Tamboré, o centro tem uma área de 4.600 metros quadrados para uso de equipamentos, consumiu R$ 400 milhões, e foi projetado para atender as necessidades da empresa até 2019. Ainda na área de TI, a companhia terá um novo SOC (Security Operation Center) para atender seus 2.400 clientes corporativos dos serviços fixo e móvel.

Na área comercial, Valente deu como exemplo do processo de sinergia o serviço 3G da Vivo. Segundo ele, 15% das vendas já são feitas por canais de comercialização da telefonia fixa. O diretor geral da companhia, Paulo Cesar Teixeira, anunciou os planos para a expansão dos pacotes Vivo Fixo e Vivo Box, que trazem soluções de voz e internet. Após o lançamento no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro, os serviços começam a ser oferecidos em Vitória, no Espírito Santo, na próxima sexta-feira, e em Belo Horizonte, no dia 13.

1.800 MHz

Teixeira anunciou que a partir de hoje a companhia passa a operar em São Paulo também na frequência de 1.800 MHz, adquirida no leilão de sobras realizado em dezembro de 2010 pela Anatel. A faixa já está ativada nos estados do Norte e Nordeste, o que tem ajudado a operadora a ter “uma oferta diferenciada para o pré-pago”; no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná e Santa Catarina e até o final do ano deve ser ativada no restante do país. “Com a operação na faixa, qualquer aparelho no mercado funciona com um chip da Vivo, o que nos permite ter propostas comerciais mais agressivas”, comentou Teixeira.

Na área móvel, Teixeira destacou ainda o serviço de rádio lançado em agosto, o Push To Talk, que já está funcionando em todo o país. “Temos disputado mercado com a concorrente (Nextel) nos últimos dois meses e estamos ganhando mercado, porque nosso serviço funciona em 3.600 municípios e, além de rádio, tem 3G e internet”, comentou, anunciando que o serviço terá, agora, roaming internacional.

Anterior Anatel arrecada R$ 237 milhões no leilão das sobras
Próximos Claro reduz tarifas internacionais para as férias