Telefônica Vivo vai distribuir R$ 7 bilhões a seus acionistas


O lucro recorde que a operadora Telefônica Vivo apurou no ano de 2018 – de R$ 8,9 bilhões, alta de 93,7% ano-a-ano – permitirá à companhia fazer também uma distribuição de resultados para seus acionistas 52,3% maior em relação ao ano de 2017.

O grupo vai distribuir nada menos do que R$ 7 bilhões, sob a forma de dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) com previsão de pagamento de R$ 3,2 bilhões ( R$ 1,95 por ação PN) em 20 de agosto deste ano e mais R$ 3,8 bilhões ( R$ 2,33 por ação PN) em 17 de dezembro deste ano (esses valores são brutos, sem considerar os descontos dos impostos).

A empresa comunicou ainda que em 15 de fevereiro deste ano estará distribuindo R$ 700 milhões referentes a JCP de deliberações passadas.

Digitalização e Custos

A revolução digital promovida pela empresa no Brasil está trazendo impactos positivos no Opex (despesas) da operadora. Conforme os resultados divulgados hoje, 20, a Telefônica Vivo reduziu em 15% os custos com postagem no último trimestre em relação ao 4T17;  cortou 17% do Opex com o call center; 30% de recargas físicas de cartões pré-pagos; e 10 de redução com instalação e manutenção da rede em relação ao ano passado.

 

Anterior Telefônica tem lucro recorde em 2018, mas ligeira redução no último trimestre
Próximos Presidente da CCT vai conduzir com cautela e celeridade a apreciação do PLC 79

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *