Telefônica vence Oi em disputa para serviços 3G em Minas


A Telefônica/Vivo venceu a disputa com a Oi para operar os serviços de celular e comunicação de dados para o governo de Minas Gerais, com a tecnologia 3G, dentro do programa  Minas Comunica II (Programa de Universalização do Acesso aos Serviços de Telecomunicações do Estado), que vai atender 692 distritos, de 359 municípios. De acordo com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), que realizou o chamamento público para contratação da empresa, a Telefônica/Vivo apresentou o valor final de R$ 112,430 milhões, 18,75% ante o valor de referência fixado em R$ 138,4 milhões.  O contrato foi disputado também pela Oi, cuja área de concessão no pós-privatização inclui o Estado de Minas Gerais.

O termo de compromisso com a Telefônica/Vivo será assinado amanhã (14) pelo   governador Antonio Anastasia. O Minas Comunica II pretende atingir uma população de cerca de 1,17 milhão de pessoas. A meta é, até o final deste ano, levar o serviço de telefonia celular a 50% dos 692 distritos. A implementação do projeto deve ser concluída até fevereiro de 2016.

De acordo com o edital publicado em 14 de janeiro deste ano, a operadora terá que oferecer o serviço com tecnologia mínima 3G, padrão UMTS. O serviço de transmissão de dados deverá ter capacidade de suportar velocidades de, no mínimo, 1 Mbps, em condições normais de operação. A oferta de mobilidade e roaming também é obrigatória. O serviço prestado também deverá oferecer planos de serviço (pré e pós-pagos).

Lançado em abril de 2007, o Minas Comunica atendeu cerca de 2,5 milhões de pessoas em 412 sedes de municípios, que, naquele ano, não contavam com o serviço de telefonia celular e transmissão de dados. Em agosto de 2008, o programa já tinha cumprido sua meta e levado o sinal de telefonia celular para 100% das cidades mineiras. (Fonte: Wireless Mundi)

Anterior Custo elevado do computador impede acesso maior à banda larga, vê Ipea.
Próximos A manobra é do PMDB. O prejuízo, das teles.