Telefônica vai investir R$ 8,9 bi em 2019


A Telefônica Brasil convocou assembleia geral ordinária e extraordinária para o próximo dia 11 de abril. O encontro acontece na sede da companhia. Na pauta, aprovação das contas de 2018, de orçamento para 2019 e da remuneração dos diretores e conselho.

A previsão da empresa para 2019 é investir R$ 8,9 bilhões, 8,5% mais que os R$ 8,2 bilhões aportados em 2018. Os valores serão gastos em rede, tecnologia e sistemas de informação, produtos e serviços, canais, administrativo, licenças e “outros”.

O dinheiro virá da reserva especial para expansão e modernização (R$ 1,7 bilhão) e de recursos próprios ou de terceiros (R$ 7,2 bilhões). O objetivo final é ampliar a capacidade da rede da operadora.

Os acionistas poderão deliberar, também, sobre a destinação e montante de dividendos. A companhia propõe distribuir R$ 7 bilhões em dividendos e juros sobre capital.

Conselho de administração e remuneração de executivos

A empresa propõe a eleição do novo conselho de administração. Nele permanecem Eduardo Navarro (atual presidente do conselho); Francisco Paz Mancho; Luiz Fernando Furlan; Antonio Carlos Valente; Narcis Serra Serra; Luiz Miguel López; José Maria Del Rey; Julio Esteban Linares; e Christian Gebara. Entram David Melcon (atual CFO da companhia) e Ana Theresa Borsari. Eles substituem Antonio Gonçalves e Roberto Oliveira de Lima, que não estão propostos pelo controlador.

Quanto à remuneração, a Telefônica propõe pagar neste ano R$ 5 milhões aos 12 integrantes do conselho e R$ 9,3 milhões aos três diretores estatutários. Os diretores terão, ainda, direito a até R$ 11,7 milhões em remuneração variável conforme o desempenho.

Anterior Viana: pré-conectorização vai acelerar a implantação do FTTH
Próximos Antártica agora com 4G da Oi