Telefónica vai direcionar pesquisa para entender jovens da América Latina


A Telefónica vai direcionar sua pesquisa Millennials, que busca entender jovens com idades entre 18 e 30 anos, para a América Latina este ano. A opção é mais uma mostra do peso da região para os negócios do grupo espanhol de telecomunicações e internet.

“Este ano o foco será a América Latina porque é o ano da Copa do Mundo de Futebol, porque faz 25 anos que a Telefónica é o maior investidor da região, porque é o nosso maior mercado e porque haverão muitas eleições. Ou seja, é um ano de virada”, afirmou Frederic Michel, diretor global de engajamento da Telefónica, ao TeleSíntese.

A ideia é estudar os jovens de cerca de dez países da América Latina, mas também esse grupo social nos Estados Unidos e Europa. “Queremos entender a relação entre os jovens dos Estados Unidos e os da América Latina. Entender melhor a comunidade hispanica dos Estados Unidos”, explicou Michel.

A pesquisa Millenniuns orienta a estratégia da Telefónica de desenvolvimento de produtos. “Estamos investindo muito em educação digital e assim podemos entender o que os jovens querem de nós”, disse Michel. A operadora entende que essa é a geração que vai mover a economia global e que será a força de trabalho, de forma que a pesquisa também é útil para atração de novos talentos.

O estudo Millennials de 2013 foi apresentado no ano passado. Segundo o levantamento, 68% da geração Millennials têm um smartphone na América Latina. No Brasil, o índice é de 63%, bem acima da média da população em geral, de 53%. Ainda, o grupo fica conectado sete horas por dia. 

Para 92% dos brasileiros a tecnologia torna as barreiras de linguagem mais simples de ser ultrapassadas. Oitenta e cinco porcento dos brasileiros acreditam que a tecnologia ajuda na hora de buscar emprego. Ainda, 71% avaliam que a tecnologia cria mais oportunidades para todos. 

Anterior Internet brasileira perde quatro posições em ranking global de velocidade
Próximos Dona da Alog Data Centers fecha acordo com AT&T nos Estados Unidos