Telefónica se acerta com a Sonae, para assumir o controle da Vivo.


A novela em que se transformou a tentativa de takeover hostil da Portugal Telecom tem novo episódio, a partir de informações de que a Telefónica, que tem 9,96% da PT, entrou silenciosamente em acordo com a Sonae, que quer adquirir a operadora portuguesa por 12,85 bilhões de euros.

Com a venda de sua participação na PT à Sonae, em troca, a Telefónica seria autorizada pelo novo dono da operadora portuguesa a adquirir a participação de 50% da PT na Vivo. Convém lembrar que Belmiro de Azevedo, presidente do grupo Sonae, declarou que a Vivo deveria ter um único dono, e que, caso o grupo que dirige fosse bem sucedido na compra da PT, venderia a participação da PT na Vivo, ou procuraria comprar a da Telefónica. Quanto à operadora espanhola, não esconde que gostaria de adquirir a metade que a PT tem na operadora brasileira.

Estima-se que o preço de venda de 50% da Vivo se situa entre 3,5 bilhões e 4 bilhões de euros. A soma de 1,5 bilhão de euros que a Telefónica obteria com a negociação de suas ações da PT seriam adicionados aos quase 2 bilhões de euros que a Telefónica anunciou que destinaria a aquisições em 2007. Se quiser, o grupo espanhol pode obter mais recursos para a compra da Vivo através da venda de outros ativos. Por exemplo, a da sua participação na holandesa Endemol, especializada em produção para TV.

(Da Redação com agências internacionais)

Anterior Internet: luta pela neutralidade na rede começa nos EUA. Veja opinião brasileira.
Próximos TV digital: governo brasileiro fecha acordo com Japão e anúncio sai na semana que vem