Telefónica pretende captar até US$ 1 bilhão com IPO da unidade argentina


OTT_Movistar_426

O grupo espanhol Telefónica pretende obter entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão com a abertura do capital da sua subsidiária na Argentina. Já teriam sido contratados Bank of America Merrill Lynch e Morgan Stanley para organizar a emissão da ações.

O objetivo da venda, que é aventada há pelo menos um ano, seria reduzir o endividamento geral do grupo. Atualmente, a dívida soma € 44,2 bilhões, equivalente a 2,66x o lucro operacional antes de impostos e amortizações (OIBDA) anual.

A unidade argentina é a segunda maior da Telefónica, em receita, na América Latina. Atrás apenas do Brasil. O cenário de telecomunicações do país vizinho se transformou nos últimos cinco anos, com a saída de grupos como Telecom Italia e NII Holdings (Nextel), que venderam operações a investidores locais. E com a aprovação de nova lei de telecomunicações, que permitiu a convergência entre empresas de telecomunicações e conteúdo. Permitindo que grupos como o Clarín, tradicional pelos jornais, entrassem no mercado de telefonia, ao mesmo tempo em que as operadoras puderam entrar no mercado de TV paga. (Com noticiário internacional)

Anterior Anatel abre consulta sobre regras de coleta de dados setoriais
Próximos MCTIC retira exigência de isenção de ISS para o Internet para Todos