Telefónica pode aumentar a oferta pela Vivo, avalia banco.


 A disputa pela Vivo – maior operadora de celular brasileira, controlada meio a meio pela espanhola Telefónica e pela Portugal Telecom – continua aquecida. Conforme a imprensa estrangeira, a Telefónica resolveu também fazer esta semana um "roadshow" para os demais investidores da Portugal Telecom e assim pressionar o conselho de administração da operadora, que rejeitou …

 A disputa pela Vivo – maior operadora de celular brasileira, controlada meio a meio pela espanhola Telefónica e pela Portugal Telecom – continua aquecida. Conforme a imprensa estrangeira, a Telefónica resolveu também fazer esta semana um "roadshow" para os demais investidores da Portugal Telecom e assim pressionar o conselho de administração da operadora, que rejeitou a oferta de 5,7 bilhões de euros. O  Deutsche Bank publicou relatório no qual afirma que a operadora espanhola poderia aumentar em até 50% a sua oferta pela Vivo, chegando ao valor de 8,5 bilhões de euros.

Com esta enorme quantia, a PT conseguiria pagar integralmente a sua dívida (de 5,6 bilhões de euros) e ainda sobraria mais de 3 bilhões para fazer novas aquisições, investimentos ou distribuir dividendos.  

A este preço, especula a imprensa europeia, a administração da Portugal Telecom teria dificuldades em rejeitar a oferta, sem convocar uma assembleia geral dos acionistas. Em uma assembleia de acionistas, a expectativa é que a proposta seja aceita, uma vez que cerca de 60% do capital da PT está nas mãos de fundos internacionais. O controle é formado pelo banco BES, Ongoing, Caixa, Visabeira e Controlinveste, além do estado português, que mantém uma golden share de 500 ações. ( Da redação, com agências internacionais).

Anterior Vivo fecha parceria com a Fifa para o Mundial da África
Próximos Oi começa a pagar hoje R$ 1,1 bi em dividendos