Telefónica lucra US$ 30 bi na América Latina


 A Telefónica informou hoje que aumentou seu lucro em 11% na América Latina em 2007, a US$ 30,399 bilhões, e que o Brasil é o principal responsável pela maior fatia desse resultado, com 38,2%. O México e a Venezuela foram os países que mais contribuíram para a alta do lucro, em valores absolutos, entre todos …

 A Telefónica informou hoje que aumentou seu lucro em 11% na América Latina em 2007, a US$ 30,399 bilhões, e que o Brasil é o principal responsável pela maior fatia desse resultado, com 38,2%. O México e a Venezuela foram os países que mais contribuíram para a alta do lucro, em valores absolutos, entre todos os países onde a companhia opera.

A operadora espanhola, que controla a Telesp e divide com a Portugal Telecom o controle da Vivo,   terminou 2007 com 134,1 milhões de clientes na América Latina, 16,9% a mais que há um ano, graças ao crescimento da telefonia móvel, que aumentou 22,4% no ano passado e chegou a 102 milhões de linhas. Quanto à telefonia fixa, a companhia terminou o ano com 23,9 milhões de assinantes, número similar ao de 2006.

O lucro operacional antes de depreciações e amortizações na região foi de US$ 10,781 bilhões. O Brasil contribuiu com 43,1% nesse resultado, seguido por Venezuela (14,9%) e Argentina (11,1%). A Telefónica investiu 3,343 bilhões de euros na América Latina no ano passado, valor 18,9% superior a 2006. à quantia destinada à região no ano anterior, principalmente em banda larga e televisão e no desenvolvimento da rede GSM.

Brasil
No Brasil, a companhia registrou uma receita de US$ 11,6 bilhões, aumento de 3,2% em reais, e o lucro operacional antes de depreciações e amortizações ficou em US$ 4,580 bilhões.
No fechamento de 2007, a Telefónica contava com 49 milhões de clientes no Brasil, 9,5% a mais que em 2006. Na Argentina, a empresa encerrou o ano com 19,5 milhões de clientes, 15,8% a mais em relação a 2006, graças à telefonia móvel.

Mundo
A Telefónica registrou crescimento de 2,3% no lucro líquido no quarto trimestre de 2007, para 1,06 bilhão de euros (US$ 1,6 bilhão). Em comunicado, o grupo atribuiu o desempenho à concorrência mais acirrada e regulamentação mais rígida na Espanha, além de movimentos desfavoráveis do câmbio em mercados chave na América Latina – o que limitou o crescimento.

Em todo o ano de 2007, o lucro líquido do grupo cresceu 43% e somou 8,91 bilhões de euros (US$ 13,45 bilhões), enquanto sua receita avançou 7%, para 56,44 bilhões de euros (US$ 85,2 bilhões).

Atualmente, o grupo está passando por um programa de reestruturação, promovendo cortes no segmento de linha fixa na Espanha e se concentrando na telefonia móvel e internet de alta velocidade.

A Telefónica também vem se desfazendo de ativos de menor importância para seus resultados. Em 2007, a operadora espanhola vendeu sua parte na produtora de televisão holandesa Endemol, criadora do Big Brother, para um consórcio que inclui o conglomerado de mídia italiano Mediaset Spa.

No final de 2007, o grupo registrava em sua carteira 228,5 milhões de clientes em todo o mundo, indicando um acréscimo de 12% na comparação com o ano anterior. O número de usuários de banda larga cresceu quase 29%, para 10,2 milhões de pessoas.

(Fonte: agências internacionais ) 

Anterior Proposta de reforma tributária chega ao Congresso
Próximos Leilão italiano de WiMAX arrecada € 135 milhões