Telefônica lucra R$ 1,1 bilhão no primeiro semestre


A Telefônica divulgou hoje seus resultados financeiros relativos e primeiro semestre deste ano, quando obteve lucro líquido de R$ 1,124 bilhão, valor 5,9% inferior aos R$ 1,195 bilhão obtido no mesmo intervalo do ano anterior. A companhia destacou, no entanto, que um evento não recorrente impactou o resultado do primeiro trimestre de 2007, a venda …

A Telefônica divulgou hoje seus resultados financeiros relativos e primeiro semestre deste ano, quando obteve lucro líquido de R$ 1,124 bilhão, valor 5,9% inferior aos R$ 1,195 bilhão obtido no mesmo intervalo do ano anterior. A companhia destacou, no entanto, que um evento não recorrente impactou o resultado do primeiro trimestre de 2007, a venda de um terreno no bairro da Barra Funda, e que, descontado esse evento, a queda do lucro neste primeiro semestre seria de 1,1%.  No mesmo intervalo de comparação, o Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou praticamente inalterado em R$ 3,16 bilhões, mas a margem Ebtida caiu 1,9 ponto percentual, ficando em 40,9% neste último semestre.

O número de linhas em serviço reduziu de 12 milhões, em junho de 2007, para 11,9 milhões no mesmo mês deste ano, sendo que 50% deste total corresponde a planos alternativos de telefonia fixa. A Telefônica encerrou junho deste ano com 2,295 milhões de clientes de banda larga, um avanço de 26,7% em comparação com o mesmo mês de 2007.  O serviço de TV por assinatura somava 346.894 clientes em junho deste ano, crescimento de 23,2% quando comparado ao primeiro trimestre, e de 50% em comparação a dezembro de 2007.

A Telefônica investiu R$ 945,9 milhões no primeiro semestre deste ano, valor 16,3% superior ao investido em igual período de 2007. A receita operacional da companhia totalizou R$ 7,72 bilhões no semestre, crescimento de 4,8% relativo ao mesmo semestre do ano passado.

Segundo Trimestre

No segundo trimestre, a operadora obteve lucro líquido de R$ 638 milhões , volume 5,7% maior que o ganho de R$ 603 milhões apurado no mesmo período do ano passado. Na mesma comparação, a receita líquida subiu 5,9%, passando de R$ 3,667 bilhões para R$ 3,883 bilhões.

Os custos e despesas operacionais da empresa subiram 7,5% entre o segundo trimestre do ano passado e o mesmo período deste ano, para R$ 2,239 bilhões, com destaque de alta para os gastos com serviços de terceiros, que saltaram 14,6%, para R$ 797 milhões.

Desta forma, o resultado da empresa medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou de R$ 1,644 bilhão entre abril e junho deste ano, com alta de 3,8%. A margem Ebitda, que mede a relação deste indicador com a receita líquida, foi de 42,3% no segundo trimestre deste ano, mostrando queda de 0,8 ponto percentual em comparação com o índice do mesmo período de 2007.

Em seu balanço, ela informa também que está prevendo um dispêndio mínimo de R$ 24 milhões para ressarcir os usuários que foram prejudicados pela queda da Internet ocorrida este mês.  

(Da Redação)

Anterior Seae confirma pedido de informações à Embratel sobre fusão BrT/Oi
Próximos Oi tem plano básico de celular para Sâo Paulo aprovado