Telefônica lidera as reclamações em São Paulo, mas apresenta melhoras.


De um total de 31.509 reclamações fundamentadas, 3137 foram registradas contra a Telefônica. A empresa atendeu 2.275, mas deixou 862 sem resposta. De acordo com a avaliação do Procon, apesar de ainda ser grande o número de reclamações apresentadas pelos consumidores e de a empresa ser, pelo quinto ano consecutiv,o a primeira colocada, confirmou-se em 2010 a tendência de queda progressiva desses números.

A Samsung foi alvo de 982 reclamações fundamentadas no Procon paulista, especialmente por produto entregue com defeito. A empresa resolveu 864, mas deixou 114 queixas sem atendimento.

A Claro deixou de atender 223 das 938 reclamações registradas no órgão contra ela. O item mais reclamado foi problemas relacionados à oferta da Banda Larga 3G (não apresentam a velocidade prometida) e cobranças de valores superiores ao contratado pelos consumidores.

Outras empresas de telecomunicações também figuraram entre as 25 empresas do ranking das mais reclamadas. A NET ficou em 10º lugar  com 692 queixas. A Oi, em 11º, foi alvo de 668 reclamações. A TIM ficou em 13º, com 577 registros. A Embratel, em 18º, recebeu  436 queixas e a Vivo, em 25º, motivou 280 reclamações.

Telefônica contesta

Em nota, a Telefônica informa que, ao longo de 2010, teve apenas 805 reclamações efetivamente fundamentadas no Procon-SP. “O número apresentado hoje pelo órgão, de 3.137, na verdade, ocorre devido ao regime especial a que a empresa foi submetida entre 01 de janeiro de 2010 e 05 de abril do mesmo ano, período em que todas as reclamações foram consideradas como fundamentadas”, justifica a companhia.

– Caso não houvesse o regime especial e fosse aplicado o mesmo critério utilizado para as demais empresas, a Telefônica cuparia a 7ª. posição do ranking, evidenciando com mais clareza os esforços da empresa para melhoria do serviços e do atendimento, fato corroborado pela redução de 80% nas reclamações na comparação entre 2010 e 2009”, diz a nota.(Da redação)

Anterior Telebrás publica prazos para pagar acionistas
Próximos iPTV vai atingir 131,6 milhões de assinantes em 2015 em todo o mundo. E o mercado brasileiro?