Telefônica estende rede de fibra óptica para 370 mil casas


A rede de banda larga em fibra óptica da Telefônica, que hoje cobre 40 mil residências na região dos Jardins, área nobre da Capital, vai cobrir, a partir de janeiro, mais 330 mil residências localizadas em 20 novos bairros da capital e de oito cidades do interior do estado – o ABC paulista e Campinas, …

A rede de banda larga em fibra óptica da Telefônica, que hoje cobre 40 mil residências na região dos Jardins, área nobre da Capital, vai cobrir, a partir de janeiro, mais 330 mil residências localizadas em 20 novos bairros da capital e de oito cidades do interior do estado – o ABC paulista e Campinas, entre outras (veja a lista abaixo). Para esses usuários, destacou Antonio Carlos Valente, presidente da Telefônica, em entrevista à imprensa, serão oferecidos diversos pacotes com velocidades mais altas de acesso à banda larga (30 Mbps), ligações locais sem limite, videochamada, serviço de vídeo on demand e até uma locadora virtual, com uma biblioteca de 500 títulos de filmes ainda não disponíveis por outros canais de comercialização.

Com a expansão da rede óptica, a Telefônica melhora suas condições de competição frente a Net, seu maior competidor na oferta de banda larga de maior velocidade e qualidade. De acordo com Valente, metade dos domicílios do estado de São Paulo já tem oferta de mais de um prestador.

Valente lembrou que a banda larga para a Telefônica não é apenas conectividade, mas a oferta de serviços para o lar digital. “No estande da Telefônica este ano, no Futurecom, vocês não viram nenhum telefone”, observou o presidente da Telefônica. Ele afirmou que a empresa fez, nos últimos 18 meses encerrados em julho, um enorme esforço no redesenho de seus processos e procedimentos, com redução do níveis gerenciais, para se transformar em uma empresa mais ágil e preparada para a oferta convergente de serviços, com foco total no cliente.

Entre os novos lançamentos do ano, Valente destacou o Tec Total, desenvolvido pelo grupo de inovação da empresa, e já presente em 300 localidades de 18 estados do país. Trata-se de um serviço de instalação e assistência técnica para produtos eletrônicos mais sofisticados, comprados pelo usuário no varejo. “Embora sejam produtos que nada tenham a ver com a Telefõnica, eles fazem parte da casa digital que é o nosso foco”, observou Valente. O outro produto da empresa, apresentado no Futurecom, é um dispositivo que, conectado à banda larga, faz o gerenciamento de sistemas instalados na casa, como de segurança, iluminação, irrigação de jardim, etc. Dentro dessa linha, a Telefônica vai lançar o Orby, um dispositivo que faz ligação telefônica (VoIP), manda SMS, acessa a internet, vê as condições do tempo, a programação de cinema, a cotação das bolsas. “É um smartphone para a casa”, resumiu o presidente da Telefônica.

Cidades e bairros:

Barueri (Aldeia da Serra e Alphaville); Campinas (Alphaville; Barão Geraldo; Belvedere; Boa Esperança; Cambuí; Castelo e Taquaral); Cotia (Granja Viana); Santana de Parnaíba (Alphaville); Santo André (Centro); São Bernardo do Campo (Centro e Ferrazópolis); São Caetano do Sul (Vila Gerti); Santos (José Menino; Washington Luiz; Tocantins e Ponta da Praia); São Paulo (Campo Belo; Caxingui; Chácara Santo Antônio; Congonhas; Ibirapuera; Interlagos; Jabaquara; Jardim Bonfiglioli; Jardins; Lauzane Paulista; Moema; Morumbi; Água Branca; Perdizes; Pinheiros; Real Parque; Santana; Santo Amaro; Tremembé; Vila Madalena e Vila Mariana)

Anterior Orçamento de 2009 deve ser aprovado à noite. C&T pode perder muito.
Próximos Valente não vê risco no negócio da BrOi