Telefónica escolhe a Xura como fornecedora de plataforma SMS


pompilio-roselli-xura-latam
Pompílio Roselli, responsável pela Xura na América Latina

A Xura foi a fornecedora escolhida pela Telefónica para ser a responsável por sua plataforma de troca de mensagens de texto (SMS). Além de usar sistema virtualizado, a operadora contratou também, pelos próximos três anos, sistema de prevenção de fraudes por SMS.

Os detalhes do contrato não foram revelados. De acordo com o diretor da Xura para a América Latina, Pompilio Roseli, o acordo vale para todas as operações do Grupo Espanhol, com exceção do Brasil, onde a Vivo tem outro fornecedor.

O acordo prevê o fornecimento Message Controller (MCO), como é chamada a plataforma, em hardware para a gestão do tráfego de SMS mundo afora enquanto a operadora virtualiza sua rede. Ao término do processo de virtualização, poderá trocar o hardware pelo software da Xura, totalmente virtualizado. Conforme Pompílio, o MCO pode ser usado para lançamento de novos serviços baseados em IP no futuro. “Quando o VoLTE [voz sobre LTE] for ativado, será possível fazer a troca de mensagens de texto também por IP”, frisa.

Xura também vendeu para o grupo espanhol um sistema de firewall SMS, com o módulo Spam Shield, que permite a detecção de spam e fraudes em tempo real e que usa algoritmos de auto-aprendizagem. O executivo explica que, uma das funções que os novos sistemas trazem está a capacidade de prevenir abuso das chamadas empresas “chipeiras”, que enviam quantidades enormes de SMS usando chips pessoais, evitando fechar negócios de publicidade com a operadora.

A Xura é o resultado da fusão entre as empresas Comverse e Acision, acontecida em 2015. A empresa tem contrato com 350 operadoras mundo afora, e estima que seus serviços impactem 3 bilhões de usuários. Por seus sistemas passam o equivalente a 500 milhões de mensagens por hora.

Anterior A disputa entre União e Oi pelas multas da Anatel promete ser longa
Próximos TIM lança solução WiFi para clientes corporativos