Telefônica compra a Vivo por 7,5 bilhões de euros


A empresa espanhola Telefónica chegou a um acordo com a Portugal Telecom de compra dos 50% da Brasilcel (controladora da Vivo), na noite desta terça-feira, segundo informações do jornal espanhol “El País”. Segundo o jornal, a Vivo foi comprada por 7,5 bilhões de euros e o acordo teve a aprovação do governo português. Hoje, a operadora espanhola enviou comunicado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) confirmando a aquisição da Vivo.

A negociação põe fim a uma batalha que já dura mais de dois meses. Os grupos espanhol e português dividiam o controle da Vivo por meio da joint-venture Brasilcel.

A Portugal Telecom investirá metade dos recursos obtidos com a venda das ações da Vivo para entrar na Oi, por meio da ampliação de capital, com a qual passará a controlar entre 20% e 25%, segundo o jornal espanhol. A previsão é que as duas operações sejam anunciadas nesta quarta-feira.

O preço final do acordo é 350 milhões de euros mais alto do que o valor inicial, que havia sido aceito pela assembleia geral dos acionistas da PT, porém, vetada pelo governo português, mediante o uso do golden share, que posteriormente foi declarado ilegal pela União Europeia.

A proposta final é 31,5% superior ao 5,7 bilhões ofertados em 6 de maio. No início de junho, a oferta já tinha subido para 6,5 bilhões de euros e na véspera da reunião, subiu para 7,1 bilhões. Finalmente, os gestores da PT conseguiram 1,8 milhão a mais do que havia sido oferecido inicialmente.

O Comunicado:

A TELEFÓNICA, S.A. (“Telefónica”), conforme o estabelecido no artigo 82 da Lei do Mercado de Valores, comunica por meio do presente documento o seguinte:
COMUNICADO
A Telefónica confirma que alcançou um princípio de acordo com a Portugal Telecom SG SGPS, S.A. (“Portugal Telecom”) para a aquisição pela Telefónica (diretamente ou através de outra sociedade de seu grupo) de 50% das ações da Brasilcel, N.V. (50% da sociedade de participação da Telefónica e Portugal Telecom e proprietária das ações representativas de, aproximadamente, 60% do capital da sociedade brasileira Vivo Participações, S.A.) propriedade da Portugal Telecom. Este acordo será submetido à aprovação dos Conselheiros de Administração de ambas as Companhias, o que está previsto para ser celebrado no dia de hoje.
Madri, 28 de julho de 2010.

(Da Redação).

Anterior Santanna prevê lançamento das propostas de editais até 15 de agosto
Próximos Lucro da Vivo cresce 30% no trimestre