Telefônica anuncia acordo com sindicato para demissão de 1.500 trabalhadores


 

A Telefônica anunciou à meia-noite de ontem a demissão de 1.500 funcionários em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (9), o Sintetel (Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações) de São Paulo, a operadora justificou a medida como parte de sua reestruturação em função da incorporação da Vivo, no final do ano passado, que gerou a necessidade de reorganizar setores e departamentos e eliminar sobreposição de cargos. a informação de rumores sobre demissão de trabalhadores foi publicada no Tele.Síntese há duas semanas.

 

O Sintetel foi chamado ontem para negociar com as demissões com a Telefônica e conseguiu reduzir de quase 2.000 dispensas para 1.500, informou a diretora da entidade, Cristiane do Nascimento. A operadora também concordou em dar benefícios para os trabalhadores que solicitarem o desligamento. O pacote ofertado pela operadora compreende o pagamento de meio salário base por ano trabalhado; a indenização de, no mínimo, um e no máximo 10 salários base, independentemente do tempo de contrato de trabalho; a manutenção do plano de saúde por seis meses; serviço de apoio à transição de carreira; doação do aparelho celular funcional e o compromisso de não descontar os valores da ajuda à alimentação no mês do desligamento.

Os interessados no desligamento voluntário terão que se inscrever no período de 12 a 14 deste mês, por escrito, em formulário próprio, obtido junto ao superior imediato. A operadora informa que cada caso será analisado individualmente.

 

Vaja a íntegra da carta distribuída pela Telefônica entre os funcionários:

“Acordo sindical – Reestruturação 2012

Caro colaborador,

Em continuidade à integração da Telefônica | Vivo, estamos reorganizando as áreas da empresa visando maior sinergia de processos e atividades.

A nova estrutura prevê um quadro de colaboradores menor que o atual e, para realizarmos os ajustes necessários beneficiando os colaboradores que se desvincularão da empresa, negociamos com os sindicatos de São Paulo e Rio de Janeiro um acordo sindical.

Neste acordo foram definidas condições especiais de saída, alinhado com as melhores práticas do mercado. Este pacote inclui a extensão temporária (por seis meses) de benefícios como plano de saúde, assim como o pagamento de indenização proporcional ao tempo de serviço. A empresa ainda disponibilizará assistência especializada em recolocação no mercado para os que assim desejarem.

Os colaboradores de São Paulo e Rio de Janeiro (exceto aqueles lotados nas Lojas Vivo) poderão se inscrever, exclusivamente no período de 12 a 14 de março de 2012.
 

Para mais informações e inscrições, procure seu gestor imediato.

Diretoria Recursos Humanos”. (Da redação)


Anterior JDSU contrata novo diretor regional para conta da América Móvel
Próximos PL de Walter Feldman é versão brasileira do Sopa, analisa Sergio Amadeu.