Telefônica afirma que não haverá consolidação com a Vivo no curto prazo


O secretário-geral da Telefônica, Gustavo Fleichman, disse nessa sexta-feira (10), que não há previsão de consolidação entre a concessionária e a Vivo nesse momento. “O que se prevê, após a obtenção da anuência prévia da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel), é a consolidação das operações para ganhos de escala, maior eficiência e ofertas mais atrativas para os clientes”, disse.

Fleichman explicou a operação da compra do controle da Vivo pela Telefônica ao Conselho Consultivo da agência. A operação foi anunciada no final de julho e representou investimentos de 7,5 bilhões de euros. “A operação nada mais foi do que a saída de um sócio do bloco de controle”, minimizou.

Já, o acordo entre a Oi e a Portugal Telecom, também anunciada no final de julho, será discutido em outra oportunidade. O diretor de Planejamento Regulatório da companhia, Rafael Oliveira, pediu que o debate fosse adiado para que um representante da operadora portuguesa possa participar.

A Anatel ainda está analisando as questões regulatórias das duas operações para conceder as anuências prévias.

Anterior Ibope mede o apelo das eleições na web
Próximos Finep lança edital de subvenção econômica no valor de R$ 500 milhões