telefonia fixa cresceA Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou hoje, 21, dados de novembro sobre a telefonia fixa no país. A agência constatou que existiam, naquele mês, 43.834.055 de assinantes. Essa base se divide entre clientes de concessionárias (25.612.264) e de empresas autorizadas a prestar os serviços de telefonia fixa comutados – STFC (18.221.791).

Os números mostram encolhimento da base em relação ao mês anterior, mantendo a tendência vista ao longo de 2015. Ao todo, foram  211.389 desligamentos em novembro em relação a outubro. A maior parte entre as concessionárias, que desativaram 158 mil linhas. As autorizadas desligaram 53.380.

Os primeiros 11 meses de 2015 mostram que houve um total de 1,25 milhão de desligamentos. As autorizadas ganharam, no período, 204 mil assinaturas, enquanto as concessões perderam  1,45 milhão. A Oi foi a concessionária que mais desligou linhas fixas em 2015, de janeiro a novembro: foram 1,12 desconexões. A Telefônica ficou com saldo negativo de 340 mil. Entre as autorizadas, apenas a Claro (Claro/Embratel/Net) teve perdas, com 119 mil desligamentos. Quem mais ganhou foi a Telefônica, que se juntou à GVT, ficando com saldo positivo de 242 mil assinantes no período.

Os números de novembro da Anatel mostraram ainda queda nos acessos em banda larga fixa, telefonia móvel e na TV por assinatura.