Telefonia fixa encolhe 0,89% em setembro


Projetado por Freepik

A Anatel divulgou hoje, 14, os dados de assinatura de serviços de telefonia fixa no Brasil em setembro. Foram registrados 346,17 mil desligamentos em relação a agosto (-0,89%). Em um ano, a retração do serviço foi de 2 milhões de linhas (-5%). Ao todo, o país possuía em setembro 38.767.403 linhas ativas.

As concessionárias seguem com o maior volume de clientes. Elas têm 22.231.286 de usuários. Já as autorizadas tinham 16.536.117 de linhas fixas ativas. Comparado a agosto deste ano, houve diminuição de 177.012 linhas (-1,06%) entre as autorizadas e nas concessionárias a redução foi de 169.159 linhas (-0,76%). Em 12 meses, as autorizadas desligaram 403.445 acessos (-2,38%) e as concessionárias, 1.653.272 linhas (-6,92%).

Operadoras

No mês de setembro de 2018, entre as autorizadas, a Claro liderou o mercado com 10.549.034 linhas (63,79%), seguida pela Vivo com 4.401.292 (26,62%) e TIM com 647.684 (3,92%). A TIM foi a operadora que mais desligou clientes fixos. Foram 119 mil desconectados no mês, uma retração de 15,56% na sua bases. A Claro desligou 58 mil usuários em setembro, sobre agosto (-0,55%), enquanto Oi adicionou 720 (+0,42%), e a Vivo cancelou 21,25 mil (-0,48%). Ao todo, as autorizadas encolheram 1% em setembro, comparado ao mês anterior, ou, -177 mil acessos.

Quanto às concessionárias, a Oi liderou com 12.579.852 linhas (56,59%), seguida pela Vivo com 8.738.605 (39,31%), Algar com 753.174 (3,39%), Sercomtel com 157.798 (0,71%) e Claro com 1.857 linhas (0,01%). Em adições, porém, a Oi foi a concessão que mais encolheu. Desligou 307 mil linhas, uma retração de 0,90%. A Telefônica, por sua vez, desativou 169,4 mil usuários (-0,74%). Ao todo, as concessões encolheram 0,81%, perdendo 482 mil usuários.

Anterior Oi espera obter créditos fiscais de R$ 3 bilhões
Próximos Anatel aprova alienação de bem da Sercomtel