Telefones inteligentes ofuscam PDAs


A comercialização de telefones inteligentes aumentou 75,5% no ano passado, para 37,4 milhões de unidades, e deve crescer outros 66% em 2006, segundo o Gartner. As vendas de PDAs também continuaram em expansão: mais 5,7% em 2005, para 7,4 milhões de unidades; projeção de mais 6,3% em 2006. Porém, os PDAs vêm perdendo espaço para …

A comercialização de telefones inteligentes aumentou 75,5% no ano passado, para 37,4 milhões de unidades, e deve crescer outros 66% em 2006, segundo o Gartner. As vendas de PDAs também continuaram em expansão: mais 5,7% em 2005, para 7,4 milhões de unidades; projeção de mais 6,3% em 2006. Porém, os PDAs vêm perdendo espaço para telefones inteligentes mais centrados em voz.

A diferença entre esses dois produtos não é muito clara, porque ambos estão permanentemente ganhando novas funções, e estão em rota de convergência. O Gartner define telefone inteligente como “um computador de mão (handheld) dotado de uma tela de bom tamanho, destinado sobretudo a voz, projetado para oferecer, simultaneamente, todas as funções de voz, e funcionando como um assistente pessoal digital”. Quanto ao PDA, “é um computador de mão que serve como organizador e notepad eletrônico.”

Nokia&Motorola

Tais definições, contudo, não explicam muito. Segundo o próprio Gartner, 53% de todos os PDAs vendidos no primeiro semestre de 2006 traziam funções de celular integradas, volume superior aos 46% vendidos em igual período do ano passado. Aquela que, talvez, seja uma diferença mais visível é que o sistema operacional Symbian é o dominante no segmento de telefones inteligentes, e o software de mobilidade Microsoft lidera no de PDAs.

Sempre de acordo com o Gartner, o único mercado onde PDAs superam telefones inteligentes é o da América do Norte, que respondeu por 45% do mercado mundial do produto no primeiro semestre deste ano. E o líder mundial de mercado é a Nokia, com 42% das vendas de PDAs e telefones interligentes até junho. Por outro lado, o vendor de telefones inteligentes que mais cresce é a Motorola: aumento de 103,5% no primeiro semestre, graças às vendas de telefones baseados em Linux na China.

De seu lado, a RIM (Research In Motion), fabricante do BlackBerry, continua a ser a número um no segmento PDA, com crescimento anual de13,5%. A participação da Palm caiu, pelo fato de a empresa ter se dedicado mais ao seu telefone inteligente, o Treo, que respondeu por 57% de suas vendas de produtos móveis na primeira metade de 2006, de acordo com o Gartner.

(Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Banda larga dispara no Reino Unido
Próximos France Telecom e HP vencem licitação na União Européia