Telecomunicações somam 277,4 milhões de acessos no primeiro trimestre


O Brasil fechou o primeiro trimestre de 2011 com 277,4 milhões de acessos dos serviços de telecomunicações, o que representa um crescimento de 15,5% em relação a março do ano passado. O balanço elaborado pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) considera os serviços de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura. Nos três primeiros meses do ano, 8,9 milhões de novos acessos foram ativados em todos os serviços, o que representa praticamente 100 mil novos clientes por dia. O melhor desempenho em números absolutos foi registrado pela telefonia móvel, que passou de 179,1 milhões em março do ano passado para 210,5 milhões no fim do primeiro trimestre de 2011, com um crescimento de 17,5%. Em 12 meses, esse segmento adicionou 31,4 milhões de novos clientes.

Incluídos entre os clientes da telefonia móvel estão os modems de acesso à internet em banda larga e os celulares de terceira geração (3G), que permitem conexão à internet em alta velocidade. Na banda larga móvel a evolução foi de 77,7%, passando de 13,8 milhões em março de 2010 para 24,4 milhões em março deste ano.  A banda larga fixa, por sua vez, apresentou uma ampliação de 20,5% no período, subindo de 11,7 milhões para 14 milhões. Ao todo, somadas as conexões fixas e móveis, a banda larga fechou o primeiro trimestre com 38,4 milhões de acessos. Considerando o mês de abril, ultrapassou os 40,9 milhões, com 6,6 milhões de novos acessos ao longo dos quatro primeiros meses do ano. O setor de TV por assinatura, por sua vez, registrou índice de 31,6% de crescimento no período de 12 meses. O total de clientes dos serviços de televisão paga passou de 7,9 milhões em março do ano passado para 10,4 milhões em março deste ano.

Escolas

 

Também houve significativa evolução no projeto Banda Larga nas Escolas, implantado pelas concessionárias de telefonia fixa, que leva internet gratuita a escolas públicas urbanas de ensino médio e fundamental. Em março de 2010, 54,4 mil escolas recebiam os serviços e no fim do primeiro trimestre de 2011 o número de instituições de ensino conectadas subiu para 58,8 mil. Ao todo, são 35.795 escolas municipais, 22.396 estaduais e 573 federais. Para o fim de 2011, a meta é conectar 62,7 mil escolas.

Nos três primeiros meses do ano a receita operacional bruta do setor de telecomunicações somou R$ 49 bilhões, um incremento de 7,7% em relação ao mesmo período do ano passado. No trimestre, o setor arrecadou aos cofres públicos R$ 8,5 bilhões em tributos, resultado de uma carga tributária que está entre as mais altas do mundo, onerando o cidadão em 43% sobre o preço dos serviços.

Além dos impostos, o setor também repassou R$ 3,9 bilhões para os fundos setoriais nos três primeiros meses do ano. Desde 2001, R$ 48,6 bilhões já foram recolhidos aos fundos pelas prestadoras de telecomunicações e menos de 10% desses recursos foi utilizado.

Investimentos – No primeiro trimestre foram feitos R$ 3,1 bilhões de aportes em todos os segmentos pelas operadoras e, desde a privatização das telecomunicações, em 1998, esse volume chega a R$ 235,3 bilhões. (Assessoria de Imprensa).

Anterior Austrália vai usar LTE para atender a zona rural
Próximos Operadora coreana reafirma intenção de ingressar no mercado brasileiro