Telecom Italia vai unificar marcas na TIM


Empresa passa a oferecer serviços de telefonia fixa, móvel e acesso banda larga unicamente sob a marca, na Itália. Também vai adotar tarifa única para chamadas fixas em todo o país.

O Telecom Italia vai abandonar o nome. No país, onde atua com outras 9 marcas, passará a ter apenas TIM como marca comercial. A empresa não informa quando inicia a estratégia de rebranding, mas a expectativa é que comece a implementá-la já em maio, quando vai iniciar uma simplificação na cobrança pelos planos de telefonia fixa e banda larga.

O CEO da empresa, Marco Patuano, explicou hoje (13), em encontro com a Associação de Consumidores da Italia, a estratégia. Ele afirmou que o objetivo é ganhar em eficiência, não apenas competir por preço. E ressaltou que o reposicionamento vem em linha com o plano de dominar a entrega de ultra banda larga no país.

“Nós já ultrapassamos, por muito, as metas industriais para o biênio de 2014-2016. Até agora, 3,5 mil cidades têm 4G, cerca de 80% da população da Itália, e 30% do território tem fibra óptica, com ultra banda larga em 130 cidades”, afirmou.

A partir de maio, a companhia vai exigir apenas uma assinatura mensal de 29 euros para o usuário falar à vontade (flat rate), em todo o país. Os usuários que assinam banda larga poderão acrescentar o serviço de voz ilimitado à conta. Quem for cliente da operadora há mais de 10 anos poderá contratar a banda larga gratuitamente por um ano. Quem já usar a banda larga DSL poderá migrar, sem custos, para a fibra óptica. O preço do acesso com telefonia será de 44,90 euros.  Ainda será possível pagar pelo consumido, pagando-se, no entanto, assinatura de 19 euros.

 

 

Anterior Setor eletroeletrônico fecha 2014 com 3.750 vagas a menos
Próximos BYOD ainda tira o sono dos CIOs