TeleSintese-Cadeiras-Posicao-Lugar-roda-circulo-assento-marcado-escolhido-selecionado-reuniao-Fotolia_140362286

A Telecom Italia, dona da TIM Brasil, comunicou ao mercado nesta quarta-feira (16) que a Vivendi, definitivamente, não exerce mais influência sobre os rumos da operadora. O único diretor remanescente da empresa francesa em posição de liderança é Amos Genish – ex-Telefônica Vivo – que permanece como CEO.

Outros executivos apontados pela Vivendi para cargos no comitê de estratégia, no comitê de controle de riscos, ou no comitê de nomeação e remuneração foram substituídos pelos conselheiros independentes indicados pelo fundo Elliott e que já tinham assumido o board no começo de maio. Mesmo restando cinco conselheiros indicados pela companhia francesa, eles têm votos insuficiente para superar a chapa que assumiu a companhia.

“A nova composição dos comitês, suas deliberações sobre questões de governança e as economias quanto à remuneração da diretoria confirmam o processo iniciado pelo conselho para a transformação da Telecom Italia em uma companhia pública, focada em obter os resultados divulgados ao mercado”, diz Fulvio Conti, presidente do conselho.

O grupo italiano divulgou hoje seus resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre do ano.