Telebrás vai contratar sistema de gerenciamento digital de documentos


A Telebrás fará pregão presencial para aquisição de sistemas de inteligência de documentos, recuperação de documentos a partir de reconhecimento ótico de caracteres, de modo a permitir que a empresa otimize seus fluxos de trabalho, diminua a quantidade de arquivos físicos de documentos e diminua custos de armazenagem e conservação de documentos.  As propostas poderão …

A Telebrás fará pregão presencial para aquisição de sistemas de inteligência de documentos, recuperação de documentos a partir de reconhecimento ótico de caracteres, de modo a permitir que a empresa otimize seus fluxos de trabalho, diminua a quantidade de arquivos físicos de documentos e diminua custos de armazenagem e conservação de documentos.  As propostas poderão ser apresentadas a partir desta quinta-feira (04), na sede da estatal. A abertura está marcada para o próximo dia 17.

A Telebrás deve ser reativada nos próximos meses para gerir a rede pública de banda larga, a ser criada pelo governo usando as fibras ópticas das estatais elétricas e de outras empresas públicas. O lançamento do Plano Nacional de Banda Larga deve acontecer depois de abril, quando a abrangência do projeto serão definidas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com o edital lançado hoje pela estatal, a o levantamento dos documentos/processos, para fins de inteligenciamento, compreende o período a partir de agosto de 1998, data da privatização do sistema de telecomunicações no país. As soluções devem incluir higienização de documentos, digitalização, criação de fundamentos de pesquisas, formatação de imagens, armazenamento e formato de acesso.

O pessoal previsto para o serviço foi estimado em 40 pessoas, entre gerentes, coordenadores e digitadores. E a empresa contratada deverá fornecer a ferramenta de gerenciamento dos documentos, composta por software passível de atualização periódica. O edital prevê o tratamento de cinco milhões de páginas de documentação e o trabalho deve ser feito na sede da empresa. Os custos com a contratação sairão do orçamento da empresa.

Anterior Portugal Telecom obteve lucro de € 684 milhões em 2009
Próximos Trabalhador em telefonia poderá receber adicional de periculosidade