Telebrás vai conectar até julho primeiras cidades beneficiadas pelo PNBL


A Telebrás deve concluir até a metade de junho a construção do primeiro trecho da rede nacional de telecomunicações (backbone), no Anel Sudeste, que ligará Brasília a Itumbiara (GO). São 377 km de rede de fibras ópticas que passam também por Samambaia (DF) e os municípios goianos de Pirineus, Bandeirantes e Morrinhos.  A informação foi publicada hoje, 31, no site do Ministério das Comunicações.
 
Nestes locais estão implantados os primeiros Pontos de Presença (POPs) da Telebrás que funcionarão como estações de telecomunicações abrigando os equipamentos ópticos, de infraestrutura, de rede e rádio para transmissão do sinal digital por meio de fibras ópticas. As fibras utilizadas neste trecho são de Furnas, empresa pertencente ao Setor Elétrico Brasileiro, e que firmou contrato cedendo sua utilização para a Telebrás.
 
A previsão é concluir a implantação do backhaul neste primeiro trecho – conexão entre a rede principal à sede dos municípios contemplados pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) – até o início de julho. Isso viabilizará a conexão dos primeiros municípios localizados no entorno deste trecho: Samambaia (DF), Recanto das Emas (DF), Santo Antônio do Descoberto (GO), Anápolis (GO), Senador Canedo (GO) e Aparecida  de Goiânia (GO).
 
Também já teve início a construção de 18 POPs no Anel Nordeste utilizando a rede fibras ópticas da Chesf e de Furnas que possibilitará a ligação de cidades como Paraíso do Tocantins (TO), Fortaleza, João Pessoa e Recife. As obras também já começaram em nove Pontos de Presença no Anel Sudeste que liga Itumbiara (GO) a São João Batista da Glória (MG) e devem estar finalizadas até julho.
 
A Telebrás aguarda neste momento aprovação dos projetos de instalação dos 28 Pontos de Presença que serão instalados na rede da Petrobras no Anel Sudeste. Os cinco primeiros nas cidades de Brasília, Alexânia, Senador Canedo, Morrinhos e Araporã já estão aprovados e as obras devem começar nos próximos dias.
 
O contrato de cessão de uso das fibras ópticas da Petrobrás relativo ao Anel Sudeste foi assinado pelo presidente da Telebrás no último dia 13 de maio. A rede rede vai ligar Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e terá um potencial de atendimento de 700 municípios em torno deste trecho, distantes até 100 km da rede.  (Da redação, com assessoria de imprensa)

 
 

Anterior Rogério Santanna é demitido da Telebrás
Próximos BB vence licitação para operar a marca Banco Postal