Telebrás remarca pregão para contratar empresa de fiscalização do PNBL


A Telebrás remarcou para o dia 31 deste mês a realização de pregão eletrônico para contratação, mediante registro de preços, de serviços de apoio à integração, apoio à fiscalização e acompanhamento da aceitação da implantação de rede DWDM, enlaces de rádios digitais, solução de core IP, infraestrutura, lançamento de fibras ópticas e sistemas de gerência necessários ao atendimento ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), em diversos estados do País.

A licitação estava marcada para esta sexta-feira (21), mas foi adiada a pedido das empresas, que estavam com dificuldades para reunir a documentação necessária para habilitação. Como o objetivo da estatal é ampliar a concorrência, decidiu dar mais 10 dias corridos para que as empresas interessadas em participar do certame reunir os documentos exigidos no edital.
 
Empresas estrangeiras sem sede no Brasil e cooperativas não poderão participar da licitação. O prazo de vigência do contrato com a empresa ou consórcio vencedor será de três anos. A Telebrás permitirá a subcontratação de empresas desde que atenda aos requisitos de qualidade impostos e sem qualquer vinculo com a estatal. O edital prevê ainda a necessidade de abertura de escritório em Brasília pela empresa vencedora.

Serão licitados 24 itens que incluem serviços de fiscalização da implantação de rádios digitais em microondas e sistemas irradiantes na faixa de freqüência de 5 GHz a 23 GHz; de obras de infraestrutura para acomodação de contêineres ou gabinetes e seus sistemas de telecomunicações;  de estruturas verticais de 20 a 100 metros, indicando o responsável técnico legal;  de equipamentos com tecnologia DWDM ou redes óticas de alta capacidade; de equipamentos roteadores e switches, com suporte a protocolo IP para estações de telecomunicações. Os equipamentos e serviços a serem fiscalizados já foram objetos de licitação.

A expectativa da Telebrás é de levar a rede pública de fibras ópticas às primeiras 100 cidades definidas no PNBL a partir de abril deste ano. Em 2011, a meta é atender um total de 1.163 municípios.

Anterior Obrigatoriedade de inclusão do Ginga em TVs ganha adeptos
Próximos Anatel aprova licença de SCM para a Telebrás