Telebras registra prejuízo de R$ 30,2 milhões no trimestre


A Telebras fechou o terceiro trimestre de 2011 com prejuízo de R$ 30,2 milhões referentes a despesas administrativas  na reestruturação para a implantação e início da operação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), bem como de provisões e encargos financeiros referentes a contingências judiciais. A companhia apresenta patrimônio líquido positivo no trimestre de R$ 197,7 milhões, resultante do aporte da União para aumento do capital da estatal.

Entre julho e setembro, a Telebras obteve receita de R$ 41,2 milhões e despesas da ordem de R$ 71,4 milhões. Em igual período do ano passado, a estatal registrou receita de R$ 23,3 milhões e despesas de R$ 35,7 milhões, anotando um prejuízo de R$ 12,4 milhões. A estatal fechou 2010 com patrimônio líquido negativo de R$ 22,3 milhões.

Em 30 de setembro de 2011, a União detinha diretamente 89,88% das ações ordinárias com direito a voto e 72,67% de seu capital total, que, somados às participações detidas por outras empresas federais, totalizam 74,58% do capital da empresa.

Patrimônio maior

De acordo com nota explicativa da estatal, dentro do cronograma previsto para liberação dos recursos do PNBL, a empresa recebeu da União, além das parcelas já incluídas no patrimônio, R$ 54 milhões em outubro e R$ 35,1 milhões no início deste mês para futura capitalização. O recebimento destas parcelas provocará expressiva mudança no valor do patrimônio líquido, que de R$ 197,7 milhões passará para R$ 286,9 milhões. Falta ainda uma parcela a ser reembolsada de R$ 14,8 milhões prevista para o final de novembro deste ano.

O aumento de capital da companhia, com a emissão de novas ações, mediante créditos de até R$ 300 milhões, os recursos recebidos até 31 de dezembro de 2011 deverão ser capitalizados em assembléia geral de acionistas até 30 de junho de 2012.

Anterior Nokia oferece atualização de sistema operacional no Brasil
Próximos América Latina deve fechar o ano com 33 milhões de smartphones