Telebras fará grupamento de ações de 10 para 1


A Telebras comunicou nesta quarta-feira, 02, que vai realizar um grupamento de ações, tanto ordinárias, quanto preferenciais, na proporção de 10 para 1. A companhia havia sido advertida pela BM&FBovespasobre a negociação persistente de suas ações abaixo do valor mínimo determinado pelo regulamento da bolsa brasileira.

O capital social da companhia, de R$ 263 milhões, não será alterado. A proposta, aprovada hoje pelo conselho de administração da operadora, ainda será levada a votação em assembleia geral de acionistas. A data da assembleia não foi definida.

Em outubro, BM&FBovespa avisou a empresa de que seus papeis vinham sendo negociados havia mais de 30 dias por preços abaixo de R$ 1, o que fere o estatuto. A bolsa deu como prazo até o começo de 2016 para que sejam tomadas medidas de valorização dos papeis – como o grupamento proposto. Se a Telebras não atender a exigência, a Bovespa ameaçar suspender a negociação de seus papeis.

Conselho
A Telebras também nomeou hoje Flávio Lenz Cesar como novo membro do Conselho de Administração. O executivo foi indicado pelo ministro das Comunicações, André Figueiredo, para ocupar o cargo em complementação de mandato. Lenz ficará no conselho até, pelo menos, a assembleia geral ordinária da companhia de 2016, que será realizada em março do próximo ano. Lenz é assessor especial de Figueiredo no ministério.

Anterior Começa montagem do centro de controle do satélite geoestacionário da Telebras
Próximos “Temos que identificar o porquê da judicialização”, diz Otávio Rodrigues