Telebras e prefeitura de BH assinam acordo para integrar suas redes


A Prefeitura de Belo Horizonte, a Prodabel e a Telebras assinaram ontem, dia 16, uma parceria não onerosa para viabilizar o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) na capital mineira e também dar suporte à infraestrutura de telecomunicações para a Copa das Confederações de 2013 e para a Copa do Mundo de 2014.

 

Os três órgãos haviam firmado um termo de cooperação técnica em junho de 2011, com duração de um ano. O novo acordo, além da prorrogação do Termo de Cooperação Técnica por mais 10 anos, prevê a integração da rede de telecomunicações federal com a Rede Municipal de Informática – RMI – de Belo Horizonte.

 

O acordo inclui um plano de trabalho que define o projeto de integração da rede de telecomunicações em fibra óptica da Prodabel com a rede da Telebras, de forma a atender as demandas governamentais. O plano de trabalho a ser executado até dezembro prevê a implantação de 63 quilômetros de rede óptica, para:

 

. Finalizar a implantação do anel óptico metropolitano 40G;
. Fazer a conexão ao POP Telebrás (possibilitar a troca de trafego de internet a um custo mais baixo do que o contrato atual e atendimento ao PNBL do Gov. Federal);
. Implantar anéis de redundância óptica para atendimento aos órgãos da prefeitura de BH já conectados por fibra óptica (aumentando a disponibilidade e confiabilidade);
. Implantação da abordagem dedicada por fibra óptica entre dois datacenters (ES605 e Prodabel);
. Abordagem de órgãos da prefeitura em 40 locais, permitindo a retirada de links alugados.

 

Além disso, a prefeitura vai disponibilizar infraestrutura (rede, espaço, energia e etc.) para: uso da Telebrás nos 10 Núcleos e nas 12 ERBs; atender 53 órgãos do governo federal situados no Município de BH; conectar os Prédios Oficiais da Copa (COPA2013/2014).

 

Com essa ação, informa a Telebras, em médio prazo será possível melhorar a conexão em escolas municipais, postos de saúde e telecentros, além da redução do custo de acesso à internet por meio da troca de tráfego entre a Prodabel e a estatal. (Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte, da Prodabel e da Telebras)

Anterior ABTA elege conselhos Diretor e Fiscal
Próximos Telebras inaugura dois primeiros PTTs até julho