Telebras e Etice definem ações para o compartilhamento de infraestrutura


O governo do Ceará, por meio da Etice (Empresa de Tecnologia da Informação), assina amanhã (31) um acordo de compartilhamento de infraestrutura com a Telebras. Anteriormente, já havia sido assinado um acordo de intenções para a integração das redes. “Agora, o acordo define as ações práticas que vão permitir ao estado cobrir quase a totalidade de seus 184 municípios em 2012”, informa Fernando Carvalho, presidente da Etice. Entre as ações, o convênio prevê o aumento de velocidade na rede estadual (hoje com 10 Gbps) e a expansão do número de municípios atendidos.

A rede estadual tem 2.500 Km de fibra óptica do Cinturão Digital, passa por 92 municípios, mas so tem a última milha em 53 cidades, nas quais a Etice provê o  acesso a banda larga. Pelo acordo, a Etice fornecerá à Telebrás o acesso onde já existe última milha e a estatal fornecerá à Etice o enlace para outras cidades ainda não contempladas. A Telebrás conta com 740 Km de cabos de fibra óptica no Ceará, do acordo com as empresas de energia, para a implantação do Plano Nacional de Banda Larga.

“O grande lance deste acordo é que vamos evitar recursos duplicados e acelerar nosso projeto de cobertura”, destaca Carvalho, que prevê chegar a 100 cidades do estado ainda este ano. Outra vantagem, aponta, é a redundância da rede Cinturão Digital, com a criação de rotas alternativas evitando que os serviços sejam interrompidos no caso de rompimento de fibras ou falhas técnicas.

Outra ação prevista no acordo é que a Telebrás se encarregará de dotar a capital e particularmente o estádio Castelão da capacidade exigida pela FIFA, para a Copa de 2014.  Fora isso, a rede operada pela Etice passa a oferecer a última milha para os órgãos federais — e os estaduais usarão a última milha da Telebras.

Anterior Star One arremata mais uma posição de satélite geoestacionário
Próximos Hughes leva a quarta e última posição de satélite licitada pela Anatel