Telebrás assina dois novos contratos de R$ 35,5 milhões para o PNBL


 
A Telebrás assinou na tarde de hoje (03.03) dois novos contratos para a aquisição de torres e postes que viabilizarão a entrega do sinal de internet até a sede dos municípios contemplados pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Os valores contratados são da ordem de R$ 35,5 milhões e foram firmados com as empresas nacionais Networker e Bimetal. 
 
A Networker vai atender os Anéis Sudeste e Sul e a Bimetal o Anel Nordeste da rede. Nos próximos dias também deve ser contratado o consórcio, formado pelas empresas Digital, Gigacom e Asga que vão fornecer os equipamentos de radioenlaces para todo o país.  Esta licitação foi dividida em oito grupos distintos que contemplam, separadamente, as soluções de radioenlaces e torres e postes para os Anéis Sul, Sudeste, Nordeste e Rede Norte. O total licitado pela Telebrás para a aquisição desses equipamentos soma R$ 709,7 milhões que podem ser contratados na sua integralidade num período de um ano, uma vez que a modalidade utilizada foi pregão eletrônico para registro de preços. 
 
Dos oito grupos contemplados por este pregão, ainda não tem previsão de assinatura o contrato para fornecimento de torres e postes para a Rede Norte. Isso porque este grupo está suspenso devido uma liminar da Justiça concedida à empresa Everest. Ela foi a detentora do menor lance para este item, mas foi inabilitada pela Telebrás por não ter apresentado documentação obrigatória. Assim, o contrato somente poderá ser assinado após a decisão judicial definitiva. 
 
Rede nacional 
Além dos equipamentos de rádio, outros cinco contratos cujos valores somam R$ 102 milhões já foram assinados pela estatal para a implantação da Rede Nacional de Telecomunicações. Eles contemplam serviços e equipamentos de infraestrutura, ópticos e aqueles relativos à implementação da Rede IP. 
 
A sua instalação começará assim que forem firmados os acordos com a Eletrobras e a Petrobras para a cessão do uso das fibras ópticas, pertencentes a estas empresas, que serão utilizadas pela Telebrás para implantação da rede nacional. (Da redação, com assessoria de imprensa)

 

Anterior Telecom vai investir R$ 72 bilhões entre 2011 e 2014
Próximos Oi obtém lucro de R$ 284 milhões no quarto trimestre de 2010