Telcos apresentam novos serviços ao mercado financeiro


Atualizado no dia 12 de  junho

Não são apenas as fintechs e os serviços digitais bancários lançados pelas maiores instituições financeiras do país que estão movimentando a tradicional feira e congresso de tecnologia promovido pela Febraban, o Ciab. As operadoras de telecomunicações também estão presentes com lançamentos de produtos e serviços voltados para esse rico mercado.

A Embratel lançou a solução SD-WAN Embratel (Rede Definida por Software) direcionada especificamente para o segmento financeiro.  A solução permite o uso de uma rede corporativa baseada em nuvem para troca de informações entre os escritórios de instituições financeiras localizados em diferentes regiões do País. A oferta possibilita efetuar uma composição híbrida por meio da interligação de acessos à Internet com redes MPLS tradicionais.

Esse produto reconhece as diversas conexões à internet utilizadas por um banco, seguradora ou empresa de crédito e direciona o tráfego de acordo com a qualidade dos links e a prioridade do que é transmitido. Tem ainda a criptografia fim a fim do tráfego, que torna a troca de informações segura.

Reconhecimento Facial

A Oi, por sua vez, está investindo firme em seus sistemas de reconhecimento facial voltados para prevenção de fraude bancária. Essa aplicação em cloud tem como objetivo melhorar a segurança e confiabilidade da identidade e unicidade dos clientes bancários para abertura de conta, efetuar transações e autorizar pagamentos e outras operações de locais públicos e privados. A solução usa um banco de imagens com dezenas de milhões de usuários únicos, garantindo que a mesma face não tenha mais de uma conta ou CPF, minimizando o risco de fraudes bancárias. A segurança dos dados é total, afirma a empresa, pois a nuvem é privada, instalada dentro do ambiente do cliente.

A operadora apresenta ainda o sistema de videomonitoramento com alarmes de detecção de acesso indevido a área restrita e comportamentos suspeitos, reconhecimento facial automático, leitura de placas (para identificação de carros roubados ou irregulares, por exemplo).

Para a conectividade, a operadora está apresentando o Oi WiFi 3.0 +, que  conta com canal para publicidade e ferramentas para customizações, auxiliando as empresas na geração de novas receitas.

Biga Data 

A Vivo Empresas, por sua vez, apresenta uma nova solução de Big Data. Desenvolvida para o mercado financeiro e varejista, a solução, nomeada de Antifraude, tem como objetivo principal reduzir o risco de falsidade ideológica ao checar a veracidade das informações declaradas pelos clientes no momento da solicitação de crédito ou compra de serviços e produtos.

A solução fornece uma classificação da veracidade das informações cadastradas, comparando-as com os dados da base e da rede da Vivo que hoje conta com 73.5 milhões de acessos móveis. No momento do cadastro é necessário o consentimento formal do cliente para a realização da consulta, e todo esse processo é feito de forma que nenhum dado seja compartilhado, uma vez que é apresentado um resultado no formato de score. Na prática, os clientes corporativos da empresa contarão com uma solução que melhora a análise de riscos de fraudes e diminui as perdas com falsidades ideológicas, analisando uma série de variáveis, por exemplo, número do telefone, CPF e endereços.  ( com assessoria de imprensa).

Anterior As redes 5G deverão transportar 35% do tráfego móvel global até 2024
Próximos Amazon no topo da marca mais valiosa do mundo

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *