Tecnologia de baixo custo é um dos desafios da 5G no Brasil, avalia Martinhão


Rio de Janeiro – O Brasil tem pelo menos quatro desafios a ultrapassar em sua trajetória para a  implantação da 5G, avalia o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTIC, Maximiliano Martinhão, que representou o ministro Gilberto Kassab no 6th Global 5G event.

Segundo Martinhão, um dos primeiros desafios será a necessidade de desenvolver tecnologias de baixo custo, para que essa nova rede possa alcançar toda a população brasileira, principalmente aquelas localizadas em locais distantes e nas áreas rurais. “É preciso desenvolver tecnologia que tenha custos viáveis para que a 5G possa ser implantada nas centenas de pequenas cidades espalhadas pelo país”, disse.

Os outros desafios, afirmou, são a regulação, o ambiente econômico e, como resultado,  a formulação de uma política pública consistente. Na regulação, explicou, é preciso não apenas ter espectro disponível, mas também fazer modelos de edital que abarquem novos modelos de negócios. Na vertente econômica, é necessário criar um modelo sustentável para atrair os investimentos necessários para que a população tenha serviços adequados. ” E isso tudo deságua em política pública que deverá estar voltada para criar essas novas oportunidades”, afirmou.

jornalista participa do 6th Global 5G Event a convite da Telebrasil.

Anterior Dados da Anatel mostram estabilidade na banda larga fixa em outubro
Próximos Grupos de defesa do consumidor pressionam governo por criação de Autoridade de Proteção de Dados Pessoais

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *