Notícias com o tag

RJ da Oi


Com a publicação de hoje do PGMU, a Oi cumpre o acordo firmado com os backstoppers, não precisando mais correr o risco de pagar a multa de até US$ 45 milhões. E informa que irá instalar erbs de 4G no lugar de orelhões.

A Pharol decidiu não fazer o seu aumento de capital, mas tem recursos próprios para acompanhar o aumento de capital da Oi. Para o CEO Luis Palha da Silva, a aprovação do PLC 79 é, porém, imprescindível para o futuro da companhia.

A Oi renegociou algumas cláusulas do acordo firmado com os bondholders, agora chamados de backstoppers, para manter o aumento de capital de R$ 4 bilhões previsto para ocorrer até 28 de fevereiro. Entre elas, se compromete a pagar multas de até US$ 45 milhões caso o PGMU não seja aprovado até 30 de junho de 19. Mudança nas regras desse plano era condição prioritária dos investidores para a injeção de novos recursos.

A Anatel divulgou relatório que aponta as grandes fragilidades econômicas e financeiras que a Oi enfrentava nos anos de 2016 e 2017 e porque a agência decidiu manter esse acompanhamento especial em 2018. A Oi afirma que este ano tem apresentado melhorias importantes no seus indicadores operacionais.

Sem acompanhar o aumento de capital previsto, a empresa portuguesa deverá diluir ainda mais a sua participação na Oi

A Oi comunicou hoje, 3, ao mercado, que contratou a consultoria Oliver Wyman para acompanhar e controlar os planos de investimentos de R$ 7 bilhões por ano para os próximos três anos. O objetivo é chegar em 10 milhões de residências com fibra óptica até o final de 2021 e promover a expansão da 4,5 G na rede de celular.

A Oi fechou o 3T18 ainda com números no vermelho. As receitas líquidas caíram para R$ 5,481 bilhões, menos 8,1% ano-a-ano e o prejuízo aumentou para R$ 1,33 bilhão, contra R$ 1,2 bilhão de igual período de 2017. O destaque ficou para o aumento dos investimentos, de 13,4% para R$ 1,5 bilhão

O conselho de administração da Oi aprovou no dia 26 o novo aumento de capital para injetar R$ 4 bilhões na companhia. Mas comunica que a comissão de arbitragem suspendeu a decisão, a pedido da Pharol, sócia da empresa. Mas ressalta que a decisão é provisória.