Notícias com o tag

recuperação judicial Oi


Operadora tem até julho para concluir a conversão. Expectativa dos executivos da empresa é garantir a entrada de dinheiro novo ainda este ano. Pelo plano, o aporte poderia acontecer até fevereiro de 2019.

Designed by Onlyyouqj / Freepik

Juiz marca audiência para 29 de maio em resposta a reclamação da Bratel sobre aumento de capital e consequente diluição dos atuais acionistas. [ATUALIZADO]

Oi lançou novos planos pré-pagos, controle e pós-pagos. Neste último, adicionou compartilhamento de franquia entre dependentes e acrescentou acesso a conteúdos de Fox, Discovery e, a partir de maio, HBO. Também simplificou os combos fixos.

Companhia prevê terminar a conversão de dívida em equity já neste trimestre. Em um ano, a quantidade de ações emitidas passará de 676 milhões para 5,65 bilhões.

A Oi registrou aumento da dívida em 2017. Lembra que, com aprovação do plano de recuperação judicial e sua homologação neste ano, será possível eliminar até R$ 35 bilhões do endividamento. Tele perdeu receita no fixo, no móvel e no B2B, mas investiu mais que em 2016.

Designed by Freepik

Mês sofreu impacto de alugueis que não foram pagos em dezembro devido a feriado bancário. Companhia ainda ampliou em 192% os investimentos no mês, já em função do plano de recuperação judicial.

Foram criados comitês para acompanhar o processo de recuperação e duas novas diretorias, que passam a abarcar a estrutura corporativa usada até então. José Claudio Gonçalves será diretor executivo de operações, enquanto Bernardo Winik será o diretor comercial.

Acionista portuguesa da Oi lembra que arbitragem está prevista no estatuto para tentar barrar mudanças na governança e aumento de capital da operadora brasileira.

Em decisão proferida hoje, juiz Fernando Viana retira os direitos políticos dos acionistas que participaram da assembleia extraordinária convocada pela Pharol em 7 fevereiro, exceto por aqueles que se abstiveram de votar.

MP muda de entendimento. Antes, defendia que acionistas fossem ouvidos. Agora, após a AGE, diz que os atuais sócios têm como intenção atrapalhar a recuperação judicial da Oi, e por isso devem perder os poderes políticos na companhia. A Pharol, dona da maior fatia da operadora, contesta.