Notícias com o tag

PT


Na primeira apresentação conjunta de contas entre a Oi e a Portugal Telecom, a operadora destaca que, por essa razão, o resultado não é comparável aos trimestres anteriores.

Objetivo é acelerar o processo de unificação das empresas, que estava previsto que acontecesse após a fusão, e a “cristalização das sinergias operacionais e financeiras da integração”.

A Oi divulgou nesta segunda à noite, após fechamento do mercado, o acordo final de fusão com a operadora portuguesa, após a crise gerada pela divulgação de qu4 a Portugal telecom comporu 897 milhões e euros (cerca de R$ 2,7 bilhões) em papeis da dívida da Rio Forte, empresa de um dos controladores da operadora, o grupo Esírito Santo. Segundo o texto final do acordo, após este desvio de recursos (que não foi comunicado ao sócio brasileiro) a participação da Portugal Telecom caiu de 37,3% para 25,6%. Para que esta operação fosse concretizada com as salvaguardas aos sócios brasileiros, foi acertada uma permuta de ações entre as duas operadoras.

O acordo abrange o compartilhamento de fibra óptica apagada em cerca de 900 mil casas, em que cada uma das empresas partilha com a outra aproximadamente 450 mil casas.

A informação, do presidente da Associação dos Investidores do Mercado de Capitais, foi divulgada pelo Económico.

Executivo teria aprovado compra da dívida da Rioforte sem informar o conselho da PT. Companhia afirma, em comunicado, que vai recorrer a todas as vias legais possíveis para reaver o valor investido.

O acordo firmado entre os controladores da Oi e da Portugal para solucionar o problema da dívida da Rioforte com a companhia portuguesa prevê uma redução de 37,4% para 25,6% da participação da PT na CorpCo; a ampliação do prazo para a conclusão do processo de fusão (que estava previsto para outubro deste ano) e uma permuta de papéis. O memorando, assinado ontem e enviado pela Oi na madrugada de hoje à CVM, estabelece também prazo de sete dias úteis para que a Rioforte efetue o pagamento dos 847 milhões de euros (parcela que deveria ter sido liquidada ontem), de uma dívida total de 897 milhões de euros.

A informação foi divulgada pelo Diário Económico, de Portugal, que dá como certo o pedido de proteção contra credores pelo GES. Segundo a Reuters, alguns dos acionistas da Oi podem processar a Portugal Telecom, se a companhia europeia levar calote da Rioforte. Citsando fontes, sem identificá-las, a agência afirma, porém, que a fusão não está em risco porque “ambas as empresas precisam uma da outra”. No final do dia, já se especulava para um possível acordo entre o grupo Espírito Santo e os credores brasileiros, de parcelamento da dívida em quatro a seis anos. Esta negociação implicaria, obrigatoriamente, redefinição da participação societária da Portugal Telecom na Oi, que atualmente é de 32%, devendo cair para 25%.

Desde que foi anunciado o investimento de 897 milhões de euros nos papéis da Rioforte, as ações da operadora acumulam queda de 36%.

Um dia antes do vencimento da primeira, e maior parcela, dos papéis da Rioforte comprados pela Portugal Telecom, o mercado já considera a possibilidade de adiamento da fusão entre a PT e a Oi, diante de um default da Rioforte.