Notícias com o tag

operadoras de celular


Coordenador da Frente da Segurança Pública, Capitão Augusto (PR/SP), prevê que esse projeto poderá ser aprovado ainda este ano no Congresso, antes da reforma da Previdência

Com esse acordo, qualquer celular das equipes de resgate e dos familiares pode se comunicar com qualquer torre de celular presente na região. Essa foi uma das medidas tomadas por Claro, Oi, TIM e Vivo para reforçar a infraestrutura de comunicação na cidade.

O Brasil ficou com 49,84 pontos em uma escala de 100, embolado com dezenas de outros países, mas acima dos Estados Unidos. A velocidade não é o determinante para se assistir a um vídeo com qualidade, diz a a empresa.

O ministro Gilberto Kassab publicou hoje, 8, portaria determinando que todo o dinheiro alocado pelas operadoras de celular para a TV digital deverá ser gasto com conversor digital. Anatel e teles preferiam que a decisão só fosse tomada em 2019.

Conforme a agência, o brasileiro recebe 20 ligações indesejadas por mês no celular. O regulamento que vai ser mudado trata também de ofertas e atendimento presencial entre outros.

O conselheiro Leonardo de Morais ainda acredita que as operadoras de celular conseguirão fechar os acordos de roaming que permitam que seus clientes possam visitar cidades brasileiras com menos de 30 mil habitantes sem precisar trocar o chip do seu celular. Mas se elas não resolverem entre si essa questão, a Anatel está pronta para agir e vai regular esse medida.

As teles pediram o adiamento do switch off de SP de 29 de março, para 30 de agosto. Emissoras de TV acham o prazo muito longo.

A Anatel anunciou hoje, 8, novas medidas para desestimular o roubo de aparelhos de celular no país. A partir de hoje, qualquer usuário que tiver seu terminal roubado ou furtado pode ligar para a sua operadora e pedir para bloquear também o aparelho e não só a linha e esse device não poderá mais ser usado por ninguém . Novas medidas foram também adotadas para evitar o roubo de cargas de celulares. “Estamos tornando o produto sem atratividade para a revenda”, afirmou o presidente da agência, João Rezende.

As operadoras de telecomunicações, divulgaram hoje, 22, uma “Carta Aberta à Indústria Audiovisual e à Sociedade Brasileira”, na qual chamam para o diálogo o setor audiovisual e o próprio governo, após a reação à decisão do SindiTelebrasil de recorrer à justiça – e ganhar a liminar – contra a taxa da Condecine. No documento, as empresas buscam demonstrar que o seu movimento não é contrário à produção brasileira nem à taxa em si, mas à alta carga tributária do setor e ao reajuste de 28% sobre essa contribuição promovido pelo governo no final do ano passado. E dizem ainda que já pagaram muito mais do que o governo liberou. Conforme o sindicato, há R$ 2 bilhões pagos e não aplicados no audiovisual.

O governo decidiu acionar o Procurador Geral da República para conduzir o recurso contra liminar obtida pelo SindiTelebrasil pelo não recolhimento, no próximo dia 31 de março da taxa “Condecine das teles”, principal fonte de custeio da produção audiovisual brasileira. “O incômodo do governo federal a essa ação do SindiTelebrasil é generalizado”, afirmou o presidente da Ancine, Manoel Rangel, apontando que essa ação poderá gerar uma crise generalizada no setor de comunicação e de telecomunicações como um todo.