Notícias com o tag

leilão de frequência


Foram cumpridas as metas em 16 cidades como Porto Alegre, Brasília, Porto Velho e Campinas

As licitações de 4G obrigam as operadoras a comprarem um determinado percentual,por ano, de equipamentos e serviços com tecnologia nacional. Agora, elas têm que prestar contas.

O leilão arrecadou no total R$ 852 milhões. Na banda C, que vendeu faixa para a banda larga fixa, foram arrecadados R$ 89,9 milhões.

A Anatel autorizou o resgate de garantias do leilão de frequência realizado em 2010

“O leilão superou as expectativas”. Com essa avaliação, o presidente da Anatel João Rezende, apresentou hoje,21, os números (quase) finais do leilão de faixas de 1.800 MHz, 2.500 MHz (em FDD e TDD) e 1.900 MHz em (TDD), realizado na semana passada. Com a venda dos lotes A e B (faixas de 1,8 GHz e 2,5 GHz em FDD) a agência arrecadou R$ 762,6 milhões. Com a venda do lote C (faixas em TDD municipais), foram arrecadados mais R$ 89,9 milhões – ágio médio de 99,4%.

A Sky, sua subsidiária perdeu todas as disputas por frequências em São Paulo e cidades próximas de Brasília.

O maior ágio até agora – de 49,42% – foi pago pela Vivo por um pedaço de espectro de 2,5 GHz em FDD no estado de SP.

Os preços da rede LTE variam entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões estima Eduardo Tude do Teleco. E a data para a entrega de toda a documentação, com os preços pelas frequências é dia 10 de dezembro.

Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, o objetivo do leilão das faixas de 1,8 GHz, 2,5 GHz, e 1,9 GHz (FDD e TDD) não é o de arrecadar, mas o de ampliar a infraestrutura de banda larga no Brasil e disse que os provedores regionais poderão oferecer serviço de VoIP com o espectro que vão comprar.

O leilão de frequências de 1.800 MHz, de 1.900 MHz e de 2.500 MHz (FDD e TDD) será realizado pela Anatel em 17 de dezembro. Se toda as faixas fossem vendidas pelo preço mínimo, a agência iria arrecadar R$ 1,617 bilhão