Notícias com o tag

desligamento da TV analógica


Todo o estado de São Paulo só terá a cobertura completa da TV digital em março de 2018.

O adiamento foi decidido porque a pesquisa indicou que só havia 88% das residências aptas a receber o sinal digital, enquanto a meta deve ser de 93%.

A decisão de liberar o desligamento da TV analógica com base em projeções futuras de atendimento das residências foi tomada com o apoio do governo, das operadoras de celular e uma emissora de TV.

O adiamento do desligamento pleno dos sinais de TV no Distrito Federal se deu porque algumas emissoras comerciais não concordaram com os resultados da pesquisa, que no dia 21 não tinham alcançado os 90% de casas aptas a receberem os sinais. Mas a Anatel acredita que esse percentual já foi alcançado. A partir de amanhã devem começar a ser desligadas algumas retransmissoras de TV.

O Grupo que conduz a transição da TV digital finalmente decidiu hoje, 20, por consenso os duros embates dos últimos meses.Entre as questões mais importantes estão: o cronograma de desligamento da TV analógica será prorrogado de 2018 para 2023. Até 2018, somente grandes cidades onde há mercado de TV digital e de banda larga haverá o desligamento. Nessas cidades, haverá mais distribuição do conversor de TV digital, com capacidade para receber os aplicativos do governo (a mudança do Ginga será decidida em outra reunião). Brasília será a única cidade a ter a TV analógica desligada este ano e os critérios para aferir se a população já recebe o sinal mudaram.

O Ministério das Comunicações pede que o Gired (grupo que coordena a transição da TV analógica para a digital) avalie a situação da cidade de Rio Verde e faça proposta para a transição dos sinais em 15 dias.

Com o argumento de que a realidade econômica é outra, e que seriam afetados no próximo ano 80 milhões de brasileiros, se for mantido o cronograma de desligamento da TV digital previsto para 2016 – que inclui as capitais Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Goiânia –, a Abert, entidade que representa as emissoras comerciais brasileiras, apresentou ontem, 06, a sua nova proposta para a transição da TV analógica para a digital. Segundo o presidente da entidade Daniel Slavieiro, a proposta é que o desligamento da TV seja desatrelado da entrega da faixa de 700 MHz, o que significa dizer que as operadoras de celular poderão usar a frequência já para oferecer a 4G nos municípios onde não há problema para a limpeza da frequência (mais de 5 mil municípios brasileiros) e nos grandes centros, haveria um adiamento do switch off.