Notícias com o tag

1


A TIM está acelerando a implantação da rede 4G em 700 MHz e, em muitas cidades onde a banda larga fixa é deficiente, está substituindo o WiFi. E em lugares de alta concentração, como o Rio e interior de São Paulo, está priorizando a comunicação de dados na frequência que antes era para a 2G

A Anatel espera que as operadoras de celular substituam o serviço de voz em 2G e ponham no lugar a tecnologia 4G nessa frequência em três anos

Operadora pretende entrar em 2017 com a quarta geração de redes móveis disponível em mil cidades. Vai, também cobrir toda a capital do Rio de Janeiro com agregação de portadoras

Como são muitos lotes na banda C, o mesmo total de municípios brasileiros, a expectativa é de que para parte deles não seja apresentada proposta.

Editado pela Momento Editorial, traz o passo a passo da licitação, numa tradução simplificada do edital.

A lista dos lotes tipos A, B e C e o preço mínimo de cada subfaixa de frequência estão no site da Anatel. Os lotes em FDD, nas faixas 1.800 Hz, 1.900 MHz e 2.500 MHz são bem mais valorizados que os em TDD, estes destinados a quem quer atuar em uma ou mais cidades.

O conselho diretor aprovou hoje, 13, consulta pública por 15 dias de edital de venda das faixas de 1,8 GHz, 1,9 GHz, 2,5 GHz e de 3,5GHz. A venda de cada frequência terá regras diferentes. Em alguns casos, as grandes operadoras de celular que atuam no mercado – Claro, Oi, TIM e Vivo – estão proibidas de comprar alguns lotes. Em outros casos, somente uma nova empresa ou Algar Telecom ou Nextel pode comprar a frequência. As faixas que serão vendidas nos município, de 2,5 GHz TDD e de 3,5 GHz, estão destinadas para os novos operadores – sejam empresas como a Sky, controlada pela gigante norte-americana AT&T, seja por pequenos provedores de internet. A sobra da 700 MHz não será vendida neste leilão.

A modelagem do leilão de venda de uma grande quantidade de frequências já está concluída pela área técnica da Anatel. Nesta segunda-feira, 20, será sorteado o conselheiro que irá relatar o processo. E serão vendidas frequências de 1,8 GHz; 2,5GHz e de 3,5 GHz, todas para a oferta de serviços de banda larga móvel e fixa. Duas importantes novidades deste leilão frente ao passado: algumas frequências serão vendidas por município e não haverá exigências de garantias, para estimular o ingresso dos pequenos provedores.

frequencia 03

Atuam no mercado francês quatro operadoras: Orange, SFR, Bouygues e Free. As empresas poderão comprar até três blocos.

O presidente da TIM, Rodrigo Abreu, afirmou hoje(13, durante a conferência para a divulgação dos resultados de 2014, que a empresa já está fazendo testes-pilotos em algumas cidades brasileiras com a tecnologia LTE na frequência de 1,8 GHz. “ Os testes estão trazendo um retorno excepcional”, afirmou o executivo, explicando que o refarming desta faixa será feito à medida em que os clientes que têm a tecnologia 2G migrem para tecnologias mais avançadas.