Suspensos testes de convivência entre 5G na faixa de 3,5 GHz e TV por satélite


Em função da pandemia de Covid-19, o Comitê de Uso do Espectro e de Órbita da Anatel prorrogou a suspensão da etapa de testes de campo da convivência da 5G em 3,5 GHz com o sinal de TV aberta transmitida por satélite (TVRO).

Os estudos vinham sendo desenvolvidos no Centro de Referência Tecnológica do Grupo Claro, no Rio de Janeiro (RJ), mas foram suspensos na última semana. Hoje, o Comitê anunciou que serão retomados somente após o fim da crise sanitária.

PUBLICIDADE

Segundo o presidente da agência, Leonardo de Morais, que isso não significa o fim das atividades relacionadas à questão. “As informações acumuladas e os dados coletados na etapa laboratorial precedente estão, neste momento, sendo processados e alimentam estudos e simulações computacionais, com o fito de aprofundar a análise de convivência entre os sistemas de radiocomunicação”, diz em comunicado.

Ele pede que os envolvidos sigam buscando melhorar os equipamentos domésticos de recepção de TVRO, bem como desenvolvendo novos protótipos de LNDFs, filtros e transceptores mais aptos à convivência e que possam ser fabricados em escala, com preços “compatíveis com a solução de mitigação”.

A medida também não vai impactar a consulta pública do edital da 5G, afirma a agência, cujo prazo foi prorrogado.  Na avaliação de Euler, o edital se baseia em etapa já concluída em laboratório, e os testes de campo apenas iriam corroborar o entendimento.

“Inicialmente, o cronograma traçado pelo Comitê para os testes complementares intencionou a disponibilização de um relatório preliminar antes de findo o prazo de contribuições à mencionada CP. Isso não foi feito por reconhecer uma questão de vinculação ou necessária dependência entre a etapa de testes de campo e a Consulta, mas corroborar para a segurança da escolha regulatória, isto é, da opção por uma solução técnica de mitigação, apontada na minuta, ao confirmar as informações colhidas na etapa laboratorial precedente”, afirma.

Finda a crise sanitária, no entanto, os testes de campo serão retomados. “Tão logo oportuno (preferencialmente, com a desejada estabilização da urgência sanitária), serão disponibilizadas informações sobre a retomada das atividades e eventuais ajustes de cronograma”.

Anterior Sem ANPD, prorrogar a LGPD é a medida mais sensata, diz especialista
Próximos "As falhas da segurança acontecem na camada da aplicação", aponta diretor da Huawei