Suposta discriminação ao Nubank por bancos é apurada pelo Cade


A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (SG/Cade) instaurou nesta segunda-feira, 22, processo administrativo contra o Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Santander para apurar possível infração à ordem econômica praticada pelas instituições em desfavor do Nubank. A instrução realizada pela SG no inquérito aberto em março de 2018 apontou evidências de que os bancos estariam discriminando a fintech e dificultando seu acesso ao débito automático. Esse produto permitiria que os clientes com contas correntes em algum desses quatro bancos pagassem suas faturas mensais de forma automática.

De acordo com o parecer, o débito automático é considerado uma facilidade para o correntista por economizar tempo no pagamento mensal e evitar que a fatura fique em atraso. A não disponibilização do produto para clientes do Nubank pode trazer prejuízos à plataforma, dificultando a manutenção ou captação de novos clientes no mercado.

Com a instauração do processo administrativo, os quatro bancos acusados serão notificados para apresentar defesa. Ao final da instrução processual, a Superintendência opinará pela condenação ou arquivamento e remeterá o caso para julgamento pelo Tribunal Administrativo do Cade, responsável pela decisão final.(Com assessoria de imprensa)

Anterior WND e Facens firmam parceria para impulsionar IoT
Próximos Proposta de cobrança da Condecine sobre VoD segue travada na Casa Civil

1 Comment

  1. Georges
    23 de Abril de 2019

    Ih falou CADE já se sabe que nada que presta vai sair.