Superintendência do Cade aprova ran sharing entre Vivo e Nextel


O acordo entre as duas operadoras prevê o compartilhamento entre Vivo e Nextel em todas as tecnologias – 2G, 3G, 4G – tanto dos elementos irradiantes, como parte do core da rede. E estabelece ainda que novas tecnologias poderão ser incluídas.

torres_aguas

A superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou hoje, 16, sem restrição, o acordo de compartilhamento de rede entre a Vivo e a Nextel, aprovado também pela Anatel, por entender não haver qualquer dano à concorrência.

O acordo entre as duas operadoras prevê o ran sharing entre Vivo e Nextel em todas as tecnologias – 2G, 3G, 4G – tanto dos elementos irradiantes, como parte do core da rede. E estabelece ainda que novas tecnologias poderão ser incluídas no acordo.

O contrato expressa ainda que haverá o compartilhamento em alguns municípios de São Paulo e Rio de Janeiro, aqueles com os números de DDD começados por 11, 12, 13, 19, 21, 22 e 24.

Segundo o Cade, esse acordo para a Nextel se justifica porque a empresa poderá cumprir as  metas de cobertura estabelecidas na licitação de venda das bandas H e M (de 1,8 GHz) de maneira mais rápida. E para a Vivo, a operação também se mostra vantajosa porque permite a empresa otimizar seus gastos com manutenção, além de receber receita excedente.

A decisão pode ser contestada por qualquer interessado, quando, então, terá que ser julgada pelo plenário do conselho. Mas em geral, as decisões da superintendência são acatadas preliminarmente.

 

Anterior Oi questiona vazamento de informações sobre sua reestruturação financeira
Próximos Symantec confirma compra da Blue Coat