Street View já gera polêmicas no Brasil


Contestado em vários países, o serviço Google Street View lançado no Brasil na semana passada, gera polêmica também no Brasil. Isto porque vários endereços do Rio de Janeiro estão classificados pelo termo em inglês “Landfill” que, traduzindo, significa “aterro sanitário ou aterro”, segundo a versão eletrônica do dicionário Michaelis. O Google alega que houve um problema de tradução no serviço.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa, o erro aconteceu porque o sistema traduziu “Aterro” (de “Aterro do Flamengo”) para “Landfill”. Como a região do Aterro do Flamengo é próxima ao Centro do Rio de Janeiro, o sistema acabou associando um termo com o outro. A empresa afirma que já está trabalhando para resolver isso.

O serviço, que estreou na quinta-feira (30), tira fotos panorâmicas das principais vias de cidades do mundo. No Brasil, por enquanto, o Google Street View só está presente nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais (incluindo as cidades históricas).

Imagens divulgadas no primeiro dia de funcionamento no Brasil capturaram um corpo coberto por com um saco plástico preto na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro. A empresa informou que pessoas que encontrarem imagens impróprias podem reportar ao Google por meio do link “Informar um problema”, que fica na parte de baixo das imagens do Street View.

Os carros do Street View tiraram fotos de 51 cidades no passado e percorreram 150 mil quilômetros de vias. Além disso, o Google pretende usar no Brasil um triciclo chamado Trike que alcança lugares em que os carros não chegam. A solução do triciclo já foi utilizada pela empresa para captar imagens nas ruínas de Roma.

Após os veículos da empresa tirarem fotos pelas cidades, as imagens são agrupadas para criar o efeito panorâmico, de visão de 360º (os carros são equipados com nove câmeras, GPS e scanner 3D). O Google conta com um programa específico que desfoca os rostos de pedestres e placas de carro fotografadas. (Da redação, com agências)

Anterior Preferência por compra de produto nacional pela Telebrás é criticada
Próximos Anatel lança pesquisa para avaliar seu portal na internet