STJ confirma multa ao Google por veicular comunidades vetadas no Orkut


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a decisão do Tribunal de Justiça de Rondônia, que aplicou multa e sanção ao site Google Brasil Internet por veiculação no Orkut de comunidades vetadas judicialmente por ofensa a menores moradores de três municípios do estado – Pimenta Bueno, São Felipe d’Oeste e Primavera de Rondônia. A sentença …

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a decisão do Tribunal de Justiça de Rondônia, que aplicou multa e sanção ao site Google Brasil Internet por veiculação no Orkut de comunidades vetadas judicialmente por ofensa a menores moradores de três municípios do estado – Pimenta Bueno, São Felipe d’Oeste e Primavera de Rondônia. A sentença também determina a aplicação de sanção à Google (astreintes), caso sejam mantidos sites de conteúdo considerado ofensivo a duas adolescentes de Rondônia.

A Google foi condenada a pagar multa diária de R$ 5 mil – em valor máximo limitado a R$ 500 mil – por dia de veiculação. O TJRO considerou que a empresa não comprovou ter inviabilidade técnica e deficiência de pessoal para deixar de acatar a ordem e citou o exemplo da China, país onde esse tipo de controle prévio seria realizado. “Não se pretende negar vigência à previsão constitucional de livre expressão, mas tão somente garantir que outros preceitos constitucionais igualmente importantes sejam observados”, afirmou acórdão do TJRO.

Já a empresa, que teve seu recurso negado no STJ, argumentou que não teria meios técnicos e humanos para fiscalizar, de forma prévia, o ambiente virtual.

PUBLICIDADE

O relator do recurso no STJ, ministro Herman Benjamin, quem viabiliza tecnicamente a veiculação, beneficia-se economicamente e estimula a criação de comunidades e páginas de relacionamento na internet é tão responsável pelo controle de eventuais abusos e pela garantia dos direitos dos internautas e de terceiros, como os próprios internautas que geram e disseminam informações ofensivas.(Da redação)

Anterior Anatel retoma consulta interna para aumentar transparência
Próximos Tele.Síntese Analise - 230