STFC desliga 140,5 mil linhas em novembro


Telefônica tem maior quantidade de clientes entre autorizadas e concessões, enquanto Oi mantém liderança nas concessões. Em 12 meses, setor desligou quase 2 milhões de usuários.

O serviço de telefonia fixo comutado (STFC) encolheu 0,36% em novembro, em relação a outubro. Foram desligadas 140.552 linhas no mês. A maior parte dos cancelamentos foi feita pelas concessionárias. Estas perderam 116,5 mil assinantes (-0,53%), enquanto as autorizadas perderam 24 mil (-0,14%).

Com isso, o Brasil passou a ter 38,6 milhões de assinantes de linhas fixas em novembro. Entre as autorizadas havia 16,6 milhões de acessos. E nas concessões, 38,6 milhões. Os dados foram liberados hoje, 9, pela Anatel, mas podem estar incompletos. As cifras das empresas BT e Sercomtel (autorizada) são idênticos aos de outubro, indicativo de que não atualizaram suas estatísticas junto à agência.

Ainda assim, é possível ter uma visão clara da tendência de perda de clientes no setor, com algumas exceções. A TIM (Telecom Italia), que opera apenas como autorizada, cresceu 2,51% em novembro, adicionando 21,2 mil clientes. A Claro adicionou 10.048 usuários, por exemplo. A Oi foi a que mais desligou. Perdeu 95,8 mil clientes ao todo. Seguida pela Telefônica Vivo, que encerrou 67 mil linhas.

Em termos de market share, a Telefônica se manteve como líder no STFC como um todo, com fatia de 33,58% (39% entre as concessões e 26% entre as autorizadas).

A Oi fica em segundo no STFC em geral, com 32,4% do mercado total (56% considerando a competição apenas entre as concessões, o qual lidera).  A Claro (NET e Embratel) detém 27,14% das linhas fixas do país, enquanto a Algar tem 3%, e a TIM, 2,19%.

Market Share das operadoras, somando suas bases de autorizada e de concessão. (Dados da Anatel)

Comparação anual

Em 12 meses, entre novembro de 2017 e novembro de 2018, o STFC encolheu 4,78%. Foram 1,93 milhão de desligamentos. As concessões perderam 1,6 milhão de clientes, o que significa retração de 7%. As autorizadas desligaram 1,5% da base, ou 253 mil acessos.

A Oi foi a concessão que mais desativou linhas. Foram 1 milhão de clientes cancelados. Seguida da Vivo, com 630 mil. Dentre as autorizadas, a Claro desligou 372 mil acessos, e a Telefônica, 175 mil. A TIM adicionou 194 mil clientes, e a Algar, 96 mil.

Anterior Fábrica estatal de chip Ceitec pode ser fechada
Próximos Amazon prepara OTT de games

1 Comment

  1. Marcio
    11 de Janeiro de 2019
    Responder

    Tem mais 140 mil fios abandonados nos postes somente no último mês de Novembro, para as cias de energia colocarem na conta dos pequenos provedores de internet…

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *