STF adia a decisão e Daniel Dantas continuará preso


 O presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, adiou a decisão sobre a liminar de habeas corpus que pedia salvo-conduto para impedir a possível ordem de prisão ou de busca e apreensão contra Daniel Dantas, proprietário do banco Opportunity, preso ontem durante a Operação Satiagraha, e também contra a sua irmã e sócia Verônica. O …

 O presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, adiou a decisão sobre a liminar de habeas corpus que pedia salvo-conduto para impedir a possível ordem de prisão ou de busca e apreensão contra Daniel Dantas, proprietário do banco Opportunity, preso ontem durante a Operação Satiagraha, e também contra a sua irmã e sócia Verônica. O ministro solicitou à 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo cópia da determinação que levou à prisão temporária de Dantas e mais informações sobre o caso. Com isso, o banqueiro deverá permanecer preso. Hoje  Gilmar Mendes julgou apenas parte do pedido dos advogados de Daniel Dantas, concedendo à defesa autorização para consultar os autos do inquérito instaurado na 6ª Vara, informou o STF.

De acordo com nota do STF, o habeas corpus foi impetrado em junho, antes mesmo da ação da PF ser deflagrada. Ainda em junho, o relator, ministro Eros Grau, solicitou informações no processo e abriu vista dos autos à Procuradoria Geral da República, para elaboração de parecer, que foi entregue ontem ao Supremo. ( Fonte: agências de notícias)

Anterior Votação do PL 29 fica para agosto
Próximos Para Costa, prisão de Dantas não afeta fusão da Oi com a BrT.